Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 17 de julho de 2018

Professores do IFRO fazem expedição ao PARNA Serra da Cutia

Foi realizada uma excursão para o Parque Nacional da Serra da Cutia, localizada no município de Guajará-Mirim.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


          

Saída de Guajará-Mirim as 6h da manhã 
         No período de 06 a 09 de julho de 2018, foi realizada uma excursão para o Parque Nacional da Serra da Cutia, localizada no município de Guajará-Mirim, a Sudoeste do Estado de Rondônia, e faz fronteira com a Bolívia, organizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio em parceria com o Instituto Federal de Rondônia - IFRO.


Espetáculo da Natureza – Nascer do sol sobre as águas do Rio Mamoré
               José Arnaldo, chefe do PARNA Serra da Cutia - ICMBio designou piloto e auxiliar de campo para conduzir o grupo de servidores do IFRO composto por 08 (oito) servidores, dentre eles biólogos, engenheiros, biomédicos, matemáticos e outros da área tecnológica.
                O objetivo de participar desta excursão está ligado aos seguintes propósitos:
- conhecer a reserva ecológica do PARNA Serra da Cutia;
- conhecer os trabalhos que estão sendo desenvolvido pelo ICMBio;
- visitar as trilhas onde se realiza o Monitoramento da Biodiversidade (plantas lenhosas, borboletas, aves e mamíferos);
- conhecer a biodiversidade da fauna e flora do Parque.
- compreender a verdadeira relação que o Homem estabelece com a Natureza.

Passeio pelo Parque com o guia Israel
             Durante a excursão os participantes tiveram a oportunidade de navegar pelas águas do rio sotério e igarapé da anta, além de conhecer as vias de acesso terrestre da Unidade, que passa pelo Distrito de Surpresa. O Parque tem duas bases de apoio uma no Distrito e outra na área interna onde ficaram alojados.
O chefe do Parque autorizou a colocação de armadilhas luminosas na área adjacente a base, e durante as três noites foram montadas duas armadilhas luminosas do tipo CDC próximas ao alojamento do ICMBio. Essas armadilhas são uma das ferramentas padrão para o monitoramento de dípteros noturnos vetores de doenças. Do material capturado foram triados os espécimes pertencentes às famílias Psychodidaee Culicidae, potenciais vetores de diversas parasitoses e arboviroses. O material será identificado, possibilitando um maior conhecimento da fauna desses insetos e da relação deles com a transmissão de doenças dentro da unidade. Esse levantamento prévio pode embasar e estimular novas pesquisas na área.


Coletar amostras de insetos hematófagos
      Durante a excursão tiveram acesso ao Distrito de Surpresa, onde conheceram a sede do ICMBio e tiveram contato com colaboradores eventuais que conduziram e relataram os trabalhos que estão sendo desenvolvido nesta comunidade e na Unidade.
 A equipe do IFRO ficou muito grata ao ICMBio por proporcionarem esta visita ao parque e almeja o estreitamento dos laços entre as instituições, afim de no futuro desenvolverem projetos que venham de encontro às necessidades da comunidade.
Fonte: Assessoria

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: