Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 10 de maio de 2018

Trecho da BR-364, alagado em 2014, será elevado pelo Dnit

O projeto de elevação da estrada é de responsabilidade da Energia Sustentável do Brasil .
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após articulação entre Estado e União, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) aprovou o projeto de elevação da BR-364, nos trechos críticos afetados pela cheia de 2014, quando o Rio Madeira, em Porto Velho, marcou a maior cota da história.
O projeto de elevação da estrada é de responsabilidade da Energia Sustentável do Brasil (ESBR) – empresa que administra a Hidrelétrica de Jirau. O Dnit autorizou o alteamento de 13,15 quilômetros, em até 50 centímetros, neste primeiro momento. A proposta é que aja um novo aumento mais a frente.

Cheia em Jacy Paraná 
A informação, divulgada pelo Palácio Rio Branco, lembra ainda que em 2014, o Acre viveu uma situação atípica de isolamento, devido à enchente do Rio Madeira que afetou a trafegabilidade da BR-364 – principal via de abastecimento do estado. Desde esse período, o governo segue monitorando a região.
Na semana passada, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) , Marcelo Thomé, destacou como maior relevância para Rondônia, Acre e Amazonas, a elevação do trecho da BR-364, para evitar   alagamentos durante o inverno; e o reasfaltamento da BR-319 (Porto Velho-Manaus). 

CHEIA HISTÓRICA
Em 2014, o nível do rio Rio Madeira, em Porto Velho, registrou 19,56 metros, isolando o estado do Acre, e os municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim. Na época o governo de Rondônia decretou estado de emergência por conta da enchente nos rios de Rondônia, que deixou o Estado isolado por mais de 30 dias. A cheia histórica do Rio Madeira cobriu na época a  estrada em vários pontos. Em alguns deles, a água chegou a 80 centímetros acima do asfalto.
A BR-364 é a única ligação rodoviária que o Acre tem com as demais regiões do País. Todo o abastecimento relacionado à alimentação, combustível e insumos para a incipiente agricultura e indústria ocorre pela rodovia federal.
Fonte: Diário da Amazônia

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: