Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 3 de janeiro de 2018

Sevic e N.I. prendem acusado do homicídio ao jovem Rafael

O acusado, Sávio Lucino de Souza, de 19 anos, foi interrogado e somente após o mandado de prisão preventiva que foi recolhido para o presídio masculino.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Momento que o acusado Sávio Lucino deixava a Delegacia de Polícia e seguia para o presídio
O primeiro homicídio registrado no município de Guajará-Mirim/RO, em 2018, foi elucidado nesta terça-feira, 2, após o trabalho conjunto entre policiais civis e militares, do Serviço de Investigação e Captura (Sevic) e Núcleo de Inteligência (N.I.) do 6º Batalhão de Polícia Militar. O acusado, Sávio Lucino de Souza, de 19 anos, foi interrogado e somente após o mandado de prisão preventiva que foi recolhido para o presídio masculino.
A vida de Rafael Lira foi tirada durante briga
O crime ocorreu por volta de 07h30min, de segunda-feira, 1º, na esquina entre as Avenidas XV de Novembro com Duque de Caxias, no pátio de um posto de combustível, onde em anexo um bar (conveniência) ocorria uma festa de réveillon. Informações obtidas pela reportagem do O Mamoré disseram que o jovem Rafael Lira Borges Freitas, de 23 anos, saiu de uma festa em um clube e seguiu com a namorada e amigos para o pátio do posto de combustível, onde ouviu som automotivo. Ainda, de acordo com dados, um rapaz teria danificado um veículo que estavam estacionado, o proprietário foi tomar satisfação e iniciou uma briga, sendo cessada pelas pessoas que ali se encontravam, novamente outra os mesmos envolvidos na briga se desentenderam e um grupo maior de pessoas passaram a entrar em vias de fato, momento que Rafael era agredido, foi atingido na região do abdômen por um objeto cortante, inconsciente foi socorrido para o Hospital Regional Perpétuo Socorro, onde os profissionais da área de saúde tentaram reanimar a vítima que veio a óbito. Uma testemunha apontou o apelido de dois rapazes que estariam envolvidos na briga a guarnição do Sargento PM Calmont que atendeu a ocorrência. Diante das informações repassadas os agentes do Sevic com o apoio do N.I. logo pela manhã do dia 1º  passaram a investigar, localizando um dos apontados durante a briga, enquanto isso um outro grupo de policiais tentava obter as imagens de segurança do posto de combustível. Por meio das imagens os policiais avistaram que um jovem de camiseta pólo, de cor vermelha abriu um objeto cortante, tipo canivete, seguindo em direção a vítima Rafael, mas a imagem não mostra o momento do golpe. Os policiais então seguiram até a residência do suspeito, no bairro Cristo Rei, em contato com Sávio Lucino de Souza este logo confessou a autoria do golpe que tirou a vida de Rafael Lira. 
O Mamoré acompanhou a prisão e a entregue do acusado ao presídio
A reportagem do jornal e site O Mamoré foi repassado que Sávio disse que foi agredido na testa por Rafael durante uma das brigas, após alguns minutos em sua defesa retirou um canivete, que carregava consigo, abriu o objeto cortante e partiu para cima de Rafael que estava sendo agredido por seus colegas no momento. Após a lesão, Sávio disse que pegou sua motocicleta e fugiu para o bairro Caetano, residência de sua namorada, onde lá se desfez do canivete jogando em um matagal, objeto este que não foi localizado até o momento pelos policiais. Ligou para o seu pai pedindo ajuda, seguindo ambos para a residência no bairro Cristo Rei, onde os policiais o localizaram. O acusado do crime foi conduzido para prestar esclarecimento dos fatos, em seguida liberado. Logo cedo, na manhã desta quarta-feira, 03, o mandado de prisão foi cumprido pelos policiais civis e militares. A roupa usada pelo jovem durante o crime foi apreendida. Após a realização do exame de corpo de delito Sávio foi conduzido para a Casa de Detenção de Guajará-Mirim e está à disposição da Justiça.
Policiais civis e militares conseguiram elucidar o crime e prender o suspeito confesso
A delegada Márcia Maria Krause Romero está respondendo pelas Delegacias no município e interrogou o acusado, bem como outras pessoas foram ouvidas. As investigações ainda continuam sobre o caso, para identificar os envolvidos durante as brigas naquele local que acabou vitimando em um assassinato.
Fonte: O MAMORÉ

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: