Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 22 de janeiro de 2018

Quatorze pessoas são autuadas em blitz da Operação Lei Seca em Guajará-Mirim

Quatorze pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante durante o fim de semana, sexta, 19, e sábado, 20, durante blitz da Operação Lei Seca realizada em locais diversos no município de Guajará-Mirim/RO.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



 A Operação foi realizada em alguns pontos do município
Quatorze pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante durante o fim de semana, sexta, 19, e sábado, 20, durante blitz da Operação Lei Seca realizada em locais diversos no município de Guajará-Mirim/RO. A operação foi realizada das 23hs até às 05hs do dia seguinte, os 08 servidores do Detran, via 1ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), juntamente com 09 policiais militares e 04 policiais civis participaram dos dois dias de blitz. 
Agentes da Ciretran durante o Operação
De acordo com o chefe da equipe de fiscalização, Jairo Félix, foram abordados 49 carros e 17 motocicletas, sendo 54 homens e 12 mulheres. Foram removidos 05 carros e 08 motocicletas, ocorreu a apreensão de 06 Carteiras Nacional de Habilitação e 04 documentos de veículos apreendidos. Dos motoristas abordados 09 foram presos e conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil porque realizaram o teste de alcoolemia e apresentaram resultado de miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões além do tolerado pela legislação de trânsito, autuados pelo crime 165/306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e 05 deles foram autuados pelo Art. 165 ADM do CTB, totalizando 14 embriagados. Deste número, de acordo com Jairo Félix, 05 homens foram autuados por embriagues e liberado no local da abordagem, 01 motorista se recusou a realizar o teste de alcoolemia. A Operação Lei Seca do fim de semana também resultou em 50 infrações de trânsito.
Lei Seca
É considerado crime quando o motorista é flagrado conduzindo veículos com índice de álcool no sangue superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões ou 6 decigramas por litro de sangue. De acordo com o chefe da 1ª Ciretran, Lucivaldo Freire, a pena de detenção pode variar de seis meses a três anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece multa de R$ 2.934,70, além de sete pontos na carteira. Os condutores também têm a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida. Se o motorista tiver cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores, o valor da multa é dobrado.
Fonte: O MAMORÉ

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: