Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 22 de janeiro de 2018

Desentendimento entre adolescente e mulher deixa uma ferida à bala

Após o desentendimento entre uma adolescente de 16 anos, mulher de 20 anos e possivelmente um rapaz de 19 anos, resultou em luta corporal e disparo contra vida da mulher e seu amásio.
CONTINUA LOGO DEPOIS DA PUBLICIDADE

No início da tarde deste domingo, 21, no bairro Santa Luzia, município de Guajará-Mirim/RO, após o desentendimento entre uma adolescente de 16 anos, mulher de 20 anos e possivelmente um rapaz de 19 anos, resultou em luta corporal e disparo contra vida da mulher e seu amásio. O tiro atingiu a mulher.
A reportagem do Jornal e site O Mamoré buscou informações junto a Polícia Militar sobre o atentado contra a vida de uma mulher. De acordo com a PM a adolescente de 16 anos disse que transitava pela Avenida Miguel Hatzinakis esquina com Avenida Balbino Maciel ao ser indagada por Ana L. S. D., de 20 anos. Ana teria indagado a adolescente sobre um ‘apelido’, após discussão entraram em via de fatos, onde a menina foi agredida com chutes, socos e puxões de cabelo, o namorado da mulher, Jailson S. M., de 19 anos, teria também participado das agressões contra ela. Depois das agressões a adolescente disse ter sido caluniada com vários palavrões, além de receber ameaças como: “Vamos dar um tiro na sua cara e da sua mãe” e “Vocês não tem peito de ferro”. A adolescente disse ter fugido para a casa de sua avó, que fica próxima ao local do ocorrido. Sueleny S. A., de 35 anos, mãe da adolescente, e a tia, foram até a residência do tio de Jailson, no local segundo envolvidos, as duas foram recebidas com uma faca e em seguida Ana teria se apossado de um facão, as duas seguiram para casa e acionaram a Central da PM. A guarnição que atendeu a ocorrência na Avenida Balbino Maciel deparou com o casal, onde Ana sangrava, com apoio de uma outra viatura ela foi conduzida para o Pronto Atendimento do Hospital  Regional acompanhada do esposo. A vítima dizia que quem teria efetuado o disparo foi a mãe da adolescente, Sueleny, e quem dirigia a caminhonete modelo S10, de cor branca, era o pai da acusada.
Jailson alegou aos policiais que estava na casa de sua mãe quando foi informado pelo tio da briga, proprietário da residência onde ocorreu o disparo. A briga teria ocorrido na rua, entre sua esposa e a adolescente. Quando chegou a casa viu a caminhonete branca passando em frente e efetuando dois disparos. Já o tio de Jailson disse que momentos antes a briga vários familiares da adolescente foram até a frente de sua casa e fizeram várias ameaças a Jailson, entre eles um senhor que estava dentro da caminhonete branca, mas informou que não viu nenhuma agressão.
Sueleny disse aos policiais que estava na residência de sua mãe quando ouviu os disparos e desconhece qualquer veículo caminhonete modelo S10, de cor branca, de posse de seu pai. Ela ainda enfatizou que seu pai encontrava-se em Porto Velho/RO, onde seria submetido a uma cirurgia ortopédica.
Ana ficou sob observação médica no Hospital Regional. Os demais envolvidos na ocorrência foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil para que prestassem esclarecimentos dos fatos.
Fonte: O MAMORÉ

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: