Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 5 de dezembro de 2017

Semana de Conciliação finaliza com saldo positivo, afirma juiz

O juiz titular Carlos Antônio Chagas Júnior definiu como positiva a semana que conseguiu reunir as partes, realizar acordos e ainda contou com a participação de alunos da Escola Estadual Paulo Saldanha, da Banda Musical Anjos de Ouro.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Juiz titular da Vara do Trabalho, Carlos Antônio e o aluno Alessandrer durante audiência
A Semana de Conciliação Nacional, que aconteceu dos dias 27 de novembro a 1 de dezembro, também foi realizada na Vara do Trabalho de Guajará-Mirim/RO, TRT 14ª região. O juiz titular Carlos Antônio Chagas Júnior definiu como positiva a semana que conseguiu reunir as partes, realizar acordos e ainda contou com a participação de alunos da Escola Estadual Paulo Saldanha, da Banda Musical Anjos de Ouro que além da apresentação, também participaram de duas audiências durante a manhã de quinta-feira, 30.
Em apenas três dias da semana, segunda, terça e quarta-feira, respectivamente, 27, 28 e 29, foram realizados acordos no montante de aproximadamente R$ 275.000,00, considerando o titular da Vara como saldo positivo. 
Os alunos do ensino médio da Escola Paulo Saldanha conheceram a sala de audiência, a terceira sala humanizada no país. De acordo com o juiz Carlos Antônio considerando que humanizar significa agregar valores éticos, respeito e solidariedade ao ser humano, a sala é propícia para qualquer situação envolvendo ambas as partes, inclusive advogados. Cada item, acessório e quadros foram citados e apresentados pelo titular que fez questão de voltar sua atenção para os alunos. Aproveitando a participação dos discentes, realizou audiência onde não houve acordo entre as partes envolvidas, já na segunda audiência presenciada pelos alunos o acordo foi feito. O juiz Carlos Antônio convidou o aluno Alessandrer Brito Monteiro como juiz honorário com direito a iniciar a audiência e bater o martelo, no caso do acordo fechado entre as partes.
Sobre a situação do Hospital Regional Perpétuo Socorro também foi citado pelo titular como uma das ações realizadas pela Vara do Trabalho, tendo cobrado condições de trabalho para os servidores ali lotados.
A diretora da Escola Paulo Saldanha, Simone Frazão, explicou como funciona a Banda Musical Anjos de Ouro e das dificuldades enfrentadas, o empenho e determinação dos alunos para mantê-la viva, sensibilizado o juiz Carlos Antônio se propôs colaborar revertendo multas em benefício da Banda Musical.
Após a apresentação aos servidores da Vara e comunidade que ali se encontrava, foi ofertado aos alunos um suculento lanche preparado pela esposa do juiz e servidores.
Fonte: O MAMORÉ













Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: