Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 14 de novembro de 2017

Tráfico: PRF e PC realizam Operação, em Guajará-Mirim dois foram presos

Foram cumpridos 14 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Polícia Civil de Ariquemes e a Polícia Rodoviária Federal deflagraram na manhã desta terça-feira (14) uma operação para prender duas organizações criminosas especializadas em tráfico drogas nas cidades de Ariquemes, Cacaulândia, Porto Velho e Guajará-Mirim. Foram cumpridos 14 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. Dois envolvidos não foram localizados e já são considerados foragidos.De acordo com o delegado regional de Ariquemes, Rodrigo Duarte, a investigação começou em março deste ano, após denúncias anônimas na região de Cacaulândia. “Durante as investigações conseguimos interceptar e descobrir que se tratavam de duas quadrilhas em Ariquemes com o mesmo fornecedor de drogas em Guajará-Mirim. Essas organizações também comercializavam entorpecentes em Cacaulândia e Porto Velho. Por isso agora representamos contra eles”, explica o delegado. 
As organizações criminosas usavam a BR-364 como o principal corredor para transportar a droga de Guajará-Mirim até a região de Ariquemes, por isso a PRF foi envolvida na ação. “Nesse período de investigação, nós apreendemos cerca de 40 quilos de cocaína, mas estimamos que eles movimentaram muito mais. Pois, costumavam usar batedores, que muitas vezes nos atrapalhavam e o carregamento maior conseguia passar”, afirma o delegado.
Nesta terça-feira, ao cumprir os mandados judiciais, foram apreendidas uma porção de crack, espingardas, revólveres e diversos celulares. Os principais líderes das organizações foram presos, mas as investigações continuam, uma vez que o fornecedor da droga em Guajará-Mirim ainda não foi identificado. Dos presos, dois foram em Porto Velho, um em Cacaulândia, dois em Guajará-Mirim e o restante em Ariquemes.
Conforme a PRF, os traficantes depositavam valores em conta corrente de outro investigado o que dificultou a identificação do fornecedor.
Fonte: Rondoniagora

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: