Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 22 de outubro de 2017

Morre aos 80 anos o bispo emérito de Guajará-Mirim Dom Geraldo Verdier - Atualizada

O bispo emérito de Guajará-Mirim Dom Geraldo Verdier faleceu por volta de 03h deste domingo, 22, aos 84 anos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Dom Geraldo Verdier

O bispo emérito de Guajará-Mirim/RO Dom Geraldo Verdier faleceu por volta de 03h deste domingo, 22, aos 80 anos. Segundo informações da Diocese, ele estava de passagem por Porto Velho quando passou mal na noite de terça-feira, 17. O religioso teve AVC (acidente vascular cerebral), sendo encaminhado para o Hospital da UNIMED, permanecendo desde então na UTI, a confirmação e pronunciamento de seu falecimento ocorreu por volta de 8h, por membros da Igreja Católica do município de Guajará-Mirim.
A reportagem do Jornal e site O Mamoré foi repassado que o corpo de Dom Geraldo será velado em Porto Velho onde nesta segunda-feira segue para o município de Nova Mamoré onde moradores de Nova Dimensão e toda zona rural poderão dar o último adeus aquele que tanto lutou pela população da região do Vale do Mamoré e Guaporé.  A previsão de que o corpo chegue nesta segunda-feira, 23, em Guajará-Mirim, onde ocorrerá o sepultamento (acompanhe abaixo mais informações do velório).
Dom Geraldo foi recebido por Dom Bento XVI
O francês Geraldo João Paulo Roger Verdier, foi ordenado Padre em 30 de março de 1963, veio para Rondônia, onde trabalhou com Dom Xavier Rey e passou a chamar Dom Geraldo Verdier por 33 anos serviu a região do Vale do Mamoré e Guaporé.  A Diocese de Guajará-Mirim foi comandanda por Dom Francisco Xavier Elias Pedro Paulo Rey, (19 de Maio de 1945 - 12 de Março de 1966), Dom Luiz Roberto Gomes de Arruda, (12 de Março de 1966 - 3 de Novembro de 1978) e Dom Geraldo João Paulo Roger Verdier (31 de Julho de 1980 - 2011), onde renunciou ao cargo em função da idade e por isso se tornou um Bispo emérito, não deixando a região, preferindo prestar seus últimos anos de vida e onde dizia que seria enterrado, na Amazônia. E Dom Benedito Araújo assumiu no dia 8 de dezembro de 2011, atual Bispo Diocesano.
Dom Geraldo tinha um carinho imenso por esta região, assim como é bastante querido pelas comunidades, foi fundados dos bairros Prósperos, Jardim das Esmeraldas, bem como parte do bairro Santa Luzia, Planalto e assim contribuiu com a região.
Em 02 de março, de 2013, Dom Geraldo Verdier, bispo emérito da diocese de Guajará-Mirim (RO) e membro da Academia Guajaramirense de Letras, lançou seu livro “Paixão pela Amazônia. Diocese de Guajará-Mirim: Uma igreja missionária”, onde buscou a se dedicar e a saúde já não era mais a mesma.
Dom Geraldo foi colaborador por anos do jornal impresso O Mamoré.

Velório

O Pároco da Catedral Nossa Senhora do Seringueiro, Pe. Renato Mendes, em nota a Rádio Educadora informou a seguinte programação para o velório:
Domingo:
- Preparação do corpo e liberação até às 14h;
- Missa de Corpo presente na Catedral Sagrado Coração de Jesus, Porto Velho às 15h;
- Logo após, segue para o município de Nova Mamoré, será velado na Igreja São Francisco de Assis durante à tarde e à noite;
Segunda-feira:
- Pela manhã, o corpo segue para Guajará-Mirim, primeiro será velado na Igreja de Aparecida, às 7h;
- Logo após, será levado para Catedral Nossa Senhora do Seringueiro.
Terça-feira:
- Missa de despedida às 10h, na Catedral, logo após segue o enterro para o Cemitério Santa Cruz.
Dom Geraldo João Paulo Roger Verdier (Alban, 28 de março de 1937) é um bispo católico francês, bispo emérito de Guajará-Mirim, Rondônia. 
 
Dom Geraldo Verdier (e) e Dom Benedito Araújo (d)
 Nota emite por Dom Benedito

Dom Geraldo descansou nessa madrugada de domingo na UTI da Unimed em Porto Velho. 

Nesses 4 dias de internação, ele foi acompanhado por Dom Benedito, Pe William e o casal amigo, Cel Faller e Eladir. Também recebeu a visita de Dom Roque (bispo de PVH), da Dra. Márcia, de Geovane,...

O AVC ocorreu  na noite de 17 de outubro na  casa do casal amigo que o hospedou durante 12 dias. Além de realizar consultas e exames, por sinal todos excelentes, ele "curtiu" a capital como nunca fez, revendo, entre outros, velhos amigos (Dom Moacyr, Dom Antônio, bispos eméritos) e os seminaristas de Guajará-Mirim. 
Enfim, esses dias pareciam ter sido preparados pela Providência.

Na sexta-feira passada, qdo o encontrei na UTI  em coma profundo e com uma hemorragia cerebral importante na tomografia entendi que o quadro era irreversível. Mesmo assim falei com ele,  agradecendo e pedindo perdão, disse o nome de seus familiares e de muitos amigos unidos numa grande corrente de oração além mares.

Ontem de manhã, sábado, o encontrei com a cabeça inclinada do lado , tal como as representações do Cristo morto na cruz. Me senti como João no pé da cruz, ie abatido e abatido.

Dom Geraldo não falava e provavelmente não me ouvia, entretanto recebi uma mensagem: a missão continua, lembra que Jesus se fez pequeno e que os pobres são seus preferidos: "aquilo que fizerdes a um desses pequeninos é a mim que o fizeste".

Nossa tristeza e nossa saudade são  grandes, mas tenho fé  que Jesus a quem  tanto amava e que ele seguiu dando sempre o melhor de si, já o tem perto dele. A alma de dom Geraldo já era bela, não era? E agora como será no face a face com o Pai? 
A beleza das águas  e dos pôr de sol do Rio Guaporé e a alma dos povos indígenas que tanto o cativaram são um pequeno reflexo da luz e da alegria que o esperam na sua nova moradia.

Fonte: O MAMORÉ
Com informações Rádio Educadora

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: