Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 24 de setembro de 2017

Produtores rurais fazem treinamento de cultivação de café clonal

Projeto Café Clonal beneficiará 47 propriedades em Guajará-Mirim. Iniciativa foi implantada pela Semagrip e vai alavancar economia, diz agrônomo.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Produtores rurais participaram de treinamento para cultivo de café clonal
Mais de 70 pequenos produtores rurais participaram na última semana de um treinamento para aprender a cultivar o café clonal nas pequenas propriedades rurais de Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semagrip) a ideia é implantar a cultura do café no município e região para alavancar a economia local e aumentar a produtividade dos agricultores.
A capacitação aconteceu em uma propriedade situada na zona rural de Nova Mamoré (RO), município vizinho localizado a 40 quilômetros de Guajará-Mirim. O local foi escolhido para o treinamento porque já tem o plantio das mudas de café clonado, onde os produtores puderam acompanhar de forma teórica e prática todas as fases, desde o plantio até a colheita.
Em entrevista o engenheiro agrônomo e coordenador do projeto, Fábio Ferreira, explicou que a estimativa é que o plantio das mudas seja feito até o mês de novembro em todas as propriedades rurais que foram selecionadas para participar do programa, conforme o cronograma estabelecido no planejamento inicial.
“O café modificado produzirá 100 sacos de grãos por hectare, dez vezes mais do que o café comum, que produz em média dez sacos de grãos por hectare. Esse aumento na produção irá alavancar a economia e gerar empregos, além de ser uma cultura que está sendo implantada de forma pioneira no município, já que atualmente não existe produção de café local. Daqui um ano ou dois o município vai produzir em média 45 toneladas de café”, diz Fábio.
Ainda de acordo com a Semagrip, o próximo passo é fazer as correções do solo nas propriedades usando calcário, em seguida o plantio será iniciado e o projeto finalizado. Depois que as mudas forem plantadas o órgão irá fazer também a manutenção e manejo técnico em conjunto com os produtores beneficiados. 

Projeto Café Clonal

O Projeto Café Clonal foi implantado no município pela Semagrip, através do engenheiro agrônomo Fábio Ferreira, que é o coordenador da ação. No total mais de 40 propriedades rurais serão beneficiadas diretamente com a doação de 2.222 mudas de café clonado para cada produtor cadastrado no projeto.
A iniciativa funciona através de uma parceria entre a Semagrip, o Governo do Estado e os produtores, além da participação de estagiários acadêmicos do curso de Gestão Ambiental da Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) e também da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).


Fonte: G1

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: