Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 14 de setembro de 2017

Casamento Comunitário: Cartório de Registro Civil estará realizando o sonho de 135 casais no próximo dia 23

A cerimônia de oficialização da união, previsto para iniciar às 9hs, no próximo dia 23 de setembro, na quadra coberta do Centro Despertar.


A equipe do Cartório tem trabalhado diariamente para o sucesso do Casamento Comunitário
O número de pessoas inscritas para a cerimônia de oficialização da união, previsto para iniciar às 9hs, no próximo dia 23 de setembro, na quadra coberta do Centro Despertar, localizado a Avenida Antônio Luis de Macedo, no bairro Próspero, superou as expectativas do Cartório de Registro Civil e Imóveis. Serão 135 casais participando do sim coletivo.
O projeto partiu do Cartório, por meio do seu titular o tabelião Joel Luiz Antunes de Chaves, onde visa atender casais com baixa renda do município de Guajará-Mirim.
O período das inscrições foi do dia 12 de julho até 31 de julho, mas devido a falta de documentação de alguns casais foi preciso prorrogar a data para o dia 31 de agosto. Os representantes de Igrejas Católicas e Evangélicas foram os maiores parceiros na concretização do projeto, afirma o titular Joel Luiz Antunes de Chaves, que garantiu realizar no próximo ano o mesmo projeto também na zona urbana.
Devido à necessidade de muitos casais que procuram o Cartório para obter os custos da papelada para oficializar o casamento, que hoje é de R$ 109,00, e não retornam, sabendo que muitos dão preferência para a alimentação e custos fixos mensais, o tabelião deu o ponta pé inicial, procurando o Tribunal de Justiça, através da juíza de direito, Dra. Karina Miguel Sobral, onde obteve o aval e apoio para o abono das taxas.
Outro parceiro na realização do projeto é o Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim, que estará a frente do cerimonial durante o casamento comunitário que deverá reuniu cerca de 2 mil pessoas, segundo o tabelião. Estúdios de fotos estarão sendo montados no Centro Despertar para que os casais possam fotografar o momento. Após a cerimônia, haverá um bolo no centro de uma mesa para que os casais possam registrar, distribuição de bolo, refrigerante e água para os recém casados e convidados.

Ampliação do projeto
 O projeto pretendia destinar também as comunidades indígenas e áreas ribeirinhas, mas devido à grande demanda ficou para o semestre de 2018 o casamento comunitário, onde uma equipe do Cartório estará se deslocando nas comunidades e contará com a parceria da Fundação Nacional do Índio e Prefeitura Municipal.
Fonte: O MAMORÉ
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: