Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 14 de agosto de 2017

Suspeito de ser maior invasor de terras de Rondônia é preso

Operação teve confronto e disparos contra helicóptero da PM. Homem estava vendendo terrenos dentro de unidade de conservação.

Uma operação conjunta da Polícia Militar e da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental de Rondônia prendeu o suspeito de ser um dos maiores invasores de terra do estado. E a ação acabou em confronto.
Imagens mostram a correria para tentar escapar do cerco feito pelos policiais militares. Os próprios invasores de terra gravaram o vídeo, que mostra os disparos contra o helicóptero da PM que dava apoio à operação.
“Eles se organizaram rapidamente, cortando pontes, árvores e no primeiro impacto nos receberam a tiro”, conta um policial.
Na operação no Parque Estadual Guajará Mirim, no norte de Rondônia, no fim de semana, fiscais da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, do Instituto Chico Mendes e policiais militares prenderam o líder da invasão, Luciano Jordão, conhecido como Zarolho. Os companheiros chegaram a tentar soltar Luciano. Ele é considerado um dos maiores infratores ambientais do estado.
“Eles entram, fazem o desmatamento, depois constroem um barraco e levam famílias. Depois que eles se consideram instalados, dentro dos parques, eles solicitam a regularização fundiária”, disse o secretário do Meio Ambiente de Rondônia, Vilson Salles.
No parque Guajará, o grupo desmatou uma área de 500 hectares em menos de dois meses. A vila já tinha até nome: Terra Prometida. Tinha estradas e acampamento.
De acordo com a polícia, 508 lotes já haviam sido comercializados entre os invasores dentro do parque estadual. Agora, as investigações continuam porque eles querem saber quem está financiando esse tipo de invasão.
“Existem braços armados. Existem autores intelectuais. Existem pessoas que trabalham com informações e investigações para eles. Eles têm uma estrutura de investigação com rádios, contatos”, afirmou o delegado Roberto dos Santos.
Durante a operação, cinco madeireiras que comercializavam madeira ilegal foram fechadas em Buritis. O Parque Estadual Guajará tem uma área de 207 mil hectares. Só este ano, mais de três mil foram desmatados.


Fonte: G1/Globo
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: