Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 10 de agosto de 2017

Saúde indígena recebe recurso federal de mais de R$ 3 milhões para investimentos em Guajará

Recurso foi liberado pelo Ministério da Saúde para atender demanda na região. Secretário nacional de saúde indígena visitou polo do município na última terça (8).
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novo prédio da Casai deve ser concluído e inaugurado até o próximo mês de novembro; valor da obra é de R$ 4,3 milhões
A saúde indígena de Guajará-Mirim (RO) recebeu a liberação de mais de R$ 3 milhões do Ministério da Saúde, conforme anunciou na última terça-feira (8) o atual secretário nacional da saúde indígena (Sesai), Marco Antônio Toccolini, durante uma visita ao polo da Casa de Saúde Indígena (Casai) no município, a 330 quilômetros de Porto Velho. O recurso federal será utilizado para melhorar o setor e estruturar instalações de atendimentos aos índios.
A verba de R$ 3,2 milhões foi liberada após o secretário assinar um documento na Câmara Municipal de Vereadores, por volta das 10h, durante uma solenidade formal com autoridades e lideranças indígenas da região.
O secretário falou sobre a liberação da verba e enfatizou que a Região da Pérola do Mamoré precisa de investimentos, uma vez que mais da metade da população indígena de Rondônia está na localidade.
“Esses recursos são para investimentos em obras e em toda a parte de estruturação das instalações para a comunidade indígena. O polo de Guajará-Mirim tem mais de 50% da população indígena do estado, então estamos em constantes diálogos com a prefeitura e coordenador do polo para ver quais são as necessidades pontuais e fazer os investimentos necessários como transporte, equipamentos, pessoal e medicamentos”, explicou o servidor. 
Visita à Casai foi acompanhada por autoridades, lideranças indígenas e coordenador do polo
A visita de Toccolini em Guajará-Mirim iniciou com uma vistoria nas obras de reforma do prédio da Casai, no Bairro 10 de Abril, onde foi acompanhado pelo coordenador da Casai no município, Valdeires Rocha, além do prefeito Cícero Noronha (DEM) e também por representantes de várias aldeias.
Durante a vinda ao estado, o secretário participou da inauguração do prédio da Casai em Alta Floresta do Oeste e também visitou o polo de Ji-Paraná, tendo Guajará-Mirim como o roteiro final da agenda programada. 

Reforma do prédio da Casai
A obra, que teve início em maio de 2015, deveria ter ficado pronta em dez meses, porém atrasou por problemas burocráticos com a construtora responsável. Um novo prazo foi estipulado para outubro de 2016, mas novamente não foi cumprido e a construção ficou paralisada até janeiro deste ano, quando foi retomada.

Verba federal foi liberada para atender demanda no município, que tem mais da metade da população indígena do estado
O prazo atual prevê a conclusão da reforma em até 70 dias, tendo a inauguração programada para o próximo mês de novembro. O valor inicial do investimento foi de R$ 3,7 milhões, mas com os aditivos feitos a quantia subiu para R$ 4,3 milhões.
O projeto prevê a construção de 60 leitos, o dobro do que tinha no prédio anterior. Enquanto a reforma não é concluída, os indígenas estão sendo atendidos em uma instalação improvisada da Casai, situada no Bairro Almirante Tamandaré.
Fonte: G1

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: