Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 25 de julho de 2017

Genro de mulher morta em assalto não tem porte de arma, diz polícia

O suspeito confessou que deu o suporte com um carro para a dupla fazer o assalto e recebeu voz de prisão.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veículo utilizado para transportar a dupla durante o roubo. O proprietário do carro foi preso.
O genro de uma mulher morta durante um assalto na última quinta-feira (21), em Guajará-Mirim (RO), não tem autorização para porte de arma, segundo informou a Polícia Civil. Durante o roubo, a dona de casa Júlia da Silva Tibúrcio, de 50 anos, foi atingida com um tiro nas costas por causa da troca de tiros entre o genro e os suspeitos.
Segundo a Polícia Civil, mesmo agindo em legítima defesa, o genro da vítima não tem autorização legal para portar arma de fogo e posteriormente será indiciado por porte ilegal de arma, mas responderá em liberdade.
A arma utilizada pelo homem não foi localizada, mas a Polícia Civil acredita que é uma arma de uso restrito das forças armadas, conforme o calibre colhido pela Polícia Técnico Científico (Politec) no local do crime. O laudo pericial deve ficar pronto em até dez dias. 

Relembre o caso
O crime aconteceu no Bairro Nossa Senhora de Fátima, quando dois assaltantes armados tentaram roubar a moto do genro da vítima, na frente da casa dela.
O homem, de 32 anos, ao perceber a chegada dos criminosos correu para dentro da casa e começou a trocar tiros com os criminosos. Dona Júlia, que estava sentada no sofá assistindo televisão, acabou sendo atingida com um tiro nas costas e morreu na hora.
De acordo com a Polícia Militar (PM), o genro de Dona Júlia conseguiu atingir um dos criminosos, mas acabou sendo alvejado duas vezes, uma no abdômen e uma no rosto; após o tiroteio os bandidos fugiram do local sem levar a motocicleta.
Ferido, o homem foi socorrido pelos bombeiros e levado para o pronto socorro do Hospital Regional, mas devido à gravidade dos ferimentos ele acabou sendo encaminhado para Porto Velho. 

Prisão do assaltante baleado no tiroteio
Um dos assaltantes, um jovem de 22 anos, foi preso na casa da mãe alguns minutos após o crime. A mãe do bandido ligou para a central de operações e denunciou que o filho havia chegado em casa baleado. Questionado pelos policiais, o suspeito confessou envolvimento na tentativa de roubo e que trocou tiros com o proprietário da moto. 
O criminoso recebeu voz de prisão e foi levado para o Hospital Regional Perpétuo Socorro, onde ficou sob cuidados médicos e escolta policial. As armas usadas no assalto não foram localizadas. Após receber alta, o assaltante foi encaminhado ao presídio masculino, estando à disposição da Justiça. 

Prisão do cúmplice dos assaltantes
Ainda segundo a Polícia Civil, após o crime na última quinta-feira (21), o Serviço de Investigação e Captura da Polícia Civil (Sevic) e a Divisão de Homicídios iniciaram as investigações sobre o caso e no dia seguinte (22) conseguiu identificar, localizar e prender um homem suspeito de ser cúmplice dos dois assaltantes.
O suspeito confessou que deu o suporte com um carro para a dupla fazer o assalto e recebeu voz de prisão. O veículo foi apreendido e levado para o pátio da Delegacia Regional de Polícia Civil.
O suspeito prestou depoimento e foi encaminhado para o presídio masculino. Ele irá responder por roubo qualificado, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.
O segundo assaltante já foi identificado, mas segue foragido. Até o fechamento desta matéria na tarde desta segunda-feira (24), o criminoso ainda não havia sido localizado e preso.


Fonte: G1

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: