Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 12 de junho de 2017

Coluna Almanaque - A IMPRENSA PRECISA SER RESPONSÁVEL

Por Fábio Marques
Por Fábio Marques
O presidente da Câmara Municipal Sérgio Bouez foi reeleito na noite da última quinta-feira para gerenciar o parlamento de Guajará-Mirim até o final de 2020. A notícia foi levada ao ar em manchetes garrafais pelos melhores sites da cidade. Em outros sítios digitais e alguns setores da imprensa, nenhuma notinha de rodapé. Parece que tem se tornado lugar-comum na cidade alguns meios de comunicação darem guarida para pseudos-jornalistas que de maneira rasteira se infiltram nas esferas dos poderes em busca de factóides para depois usá-los como moeda de troca. Aqui e acolá, sites sem expressão tem buscado colocar abaixo o moral social da Câmara e seus agentes através de ataques cretinos em que deturpam a imagem do Poder Legislativo.
Maquiavel dizia que “quando se quer desmoralizar alguém basta aumentar os defeitos e esconder as virtudes. Mentiras, calúnias e difamação também ajudam...”. Se pudessem, estes fazedores de notícias jogariam sobre a Câmara Municipal toda a responsabilidade pelo fato de a cidade estar vivendo o atual estado de caos, penúria e abandono, quando todo mundo sabe que Guajará-Mirim está nesta situação de marasmo somente e unicamente por causa da inoperância da gestão executiva do Palácio Pérola.
Esquecem ainda os boateiros que à Câmara compete apenas trabalhar as leis da cidade, fazer projetos que beneficiem a população, fiscalizar os atos do Poder Executivo, ouvir os reclamos do populacho, reivindicar seus interesses e denunciar eventuais safadezas políticas que possam vir a ocorrer em todas as esferas de poderes. Não compete à Câmara a tarefa de tapar buracos, sinalizar as ruas, encascalhar e asfaltar as vias públicas, colocar lâmpadas nos postes, cuidar dos doentes do Hospital Regional, prestar atendimento nos postos de saúde, serviço de assistência social, coleta do lixo etc... Estes serviços são exclusividade da Prefeitura. Portanto é preciso que alguns membros da imprensa se preocupem mais em relatar os fatos sem deturpar a notícia, pois quando a imprensa começa a tomar partido de forma suspeita, algo de podre cheira no ar.
Este tipo de tática de tentar ludibriar a população com notícias que não tem nada a ver acerca dos fatos, desconhecimento de causa, distorção da informação com objetivos não explícitos ou então uma mistura de toda esta sujeira pode resultar num tiro pela culatra. Não se chega a lugar nenhum com golpismos que procuram executar alguns suspeitos membros do nosso jornalismo. Um bom jornalismo precisa estar aberto para o debate honesto que objetive o bem estar social da cidade e de seus cidadãos. Tem que estar aberto às diferenças de opinião e ao pluralismo de idéias no marco do debate público e não na perspectiva de arrancar comodities a qualquer custo deste ou daquele poder político.
O caminho então deveria ser o do diálogo em termos de construção positiva para chegar ao equilíbrio que deve existir entre imprensa e demais poderes. Portanto faz-se necessário discutir o papel da imprensa e sua responsabilidade a fim de que se acabe de vez com o terreno fértil das distorções que alguns inventam para engessar ou tornar impossível o saudável hábito do debate público.
Sem nenhuma mágoa, antipatia ou rancores para com os colegas de profissão.
Enviar
m

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: