Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 23 de maio de 2017

PM que invadiu delegacia de Guajará-Mirim armado atrás de suspeito continua preso

Segundo testemunhas, policial queria matar suspeito de ter esfaqueado seu pai. Militar está preso no Complexo de Correição da PM em Porto Velho.
PM segura arma dentro de delegacia atrás de suspeito
O policial militar que invadiu armado a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Guajará-Mirim no último dia 7 para tentar matar um suspeito que esfaqueou o pai dele continua preso no Complexo de Correição da Polícia Militar (PM) em Porto Velho. O soldado vai responder por tentativa de homicídio, roubo e desobediência, sendo que dois crimes serão na esfera militar e dois na justiça comum.
O policial teve o relaxamento do flagrante na esfera militar, mas permanece preso porque ainda não houve posicionamento da justiça comum em relação ao pedido de revogação da prisão preventiva. 

Defesa
Em contato com o advogado José Maria Rodrigues por telefone na segunda-feira (22) para saber qual o próximo passo da defesa em relação ao caso. Ele não gravou entrevista, mas informou que fez o pedido de revogação da prisão preventiva, mas que o Ministério Público Estadual (MPE) ainda não se manifestou.
Rodrigues disse ainda que o estado de saúde do pai do militar é gravíssimo. A defesa entende que o policial estava revoltado e não praticou os crimes que estão sendo apontados contra ele. Outro fato citado pelo advogado é que o suspeito de ter desferido a facada está em liberdade e vai responder pelo crime simples de lesão corporal, mesmo a vítima correndo risco de vida. 

O caso
Um soldado da PM foi preso em flagrante no último dia 7 após invadir a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil armado para tentar matar um homem suspeito de ter esfaqueado seu pai em um bar localizado no Bairro Liberdade em Guajará-Mirim (RO). O PM entregou a arma e foi detido horas depois no Hospital Regional Perpétuo Socorro.
Segundo a PM, o pai do militar foi esfaqueado à tarde. Assim que ficou sabendo do estado de saúde do pai, o soldado invadiu o prédio da delegacia com a arma em punho querendo encontrar o suspeito do esfaqueamento para matá-lo.
Várias guarnições foram chamadas para se deslocarem até o local. O PM ameaçou várias vezes atirar nos policiais civis e militares que tentavam convencê-lo a se entregar, em seguida passou a apontar a arma para sua própria cabeça.
Ainda segundo a PM, o soldado não conseguiu se aproximar da cela onde estava o suspeito e pulou o muro do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) e em seguida foi em direção ao hospital. Na unidade, ele foi informado que o pai ainda estava vivo. Cercado por policiais da 1ª Unidade Especializada de Fronteira (1ª Unesfron), ele entregou a arma e recebeu voz de prisão. 

Fonte: G1
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: