Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 2 de abril de 2017

Comarca de Guajará-Mirim encerra primeira pauta de júris do ano de 2017

A 1ª Vara Criminal da comarca de Guajará-Mirim encerrou na data de ontem, 30 de março, a primeira pauta de julgamentos do ano de 2017.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A 1ª Vara Criminal da comarca de Guajará-Mirim encerrou na data de ontem, 30 de março, a primeira pauta de julgamentos do ano de 2017. Foram realizadas 7 sessões de julgamentos envolvendo os mais diversos casos, todos relacionados a crimes dolosos contra a vida. As sessões ocorreram nos dias 13, 15, 17, 21, 23, 28 e 30 do corrente mês.
Os julgamentos foram presididos pelo juiz Leonardo Meira Couto e contou com a atuação dos representantes do Ministério Público, Defensoria Pública e Advogados.
Durante as sessões vários acadêmicos do curso de direito da UNIR-Campus Guajará-Mirim e populares da comarca estiveram presentes e acompanharam aos julgamentos, onde tiveram a experiência de vivenciar todas as etapas do procedimento que se inicia com a instalação da sessão. Segue com o sorteio dos sete jurados que compõe o conselho de sentença, prossegue com a leitura de peças, oitiva das testemunhas, interrogatório do réu, debates entre Ministério Público e Defesa e se encerra com a votação dos quesitos e leitura da sentença.
Dos 7 réus levados a julgamento, 6 foram condenados a penas que variaram entre 2 a 17 anos de reclusão e 1 foi absolvido em razão dos senhores jurados reconhecerem ter o acusado agido em legítima defesa.
Alex Lima de Vasconcelos foi condenado pela prática de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores, com pena de 17 anos de reclusão em regime fechado. Já Dywllen da Cruz dos Santos, condenado a 8 anos e 2 meses de reclusão, foi acusado de no dia 2 de maio de 2015 efetuar um disparo de arma de fogo, de forma livre e consciente, contra Edson Rivero Escalante. Francisco Alves Vargas, acusado de homicídio duplamente qualificado, foi condenado a 12 anos de reclusão.
Ainda neste ano serão realizadas mais duas pautas de julgamentos, sendo a segunda prevista para ocorrer no mês de agosto e a última no mês de novembro.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: