Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 31 de março de 2017

Após derrotas Celino pede demissão do GEC; diretoria quer permanência

A situação no Guajará definitivamente não é boa.
Técnico do Guajará pediu demissão mas deve continuar com o clube até a 4ª rodada 
A situação no Guajará definitivamente não é boa. Atualmente em último colocado e três derrotas em três jogos, a equipe enfrenta vários problemas internos e luta para se organizar e seguir no Campeonato Rondoniense em condições de alcançar vitórias e uma boa posição na tabela. Na última rodada a goleada sofrida de 6 a 1 para o Ariquemes ajudou a agravar o clima que já não era dos melhores no elenco
O técnico Celino pediu demissão do cargo nesta semana, mas não houve consenso com a diretoria em relação a saída dele, portanto, mesmo com o pedido feito ele ainda comandou os treinos nesta semana e será o treinador contra o Ji-Paraná no sábado, 1, pela quarta rodada do estadual
O jogo será na casa do GEC, no João Saldanha, mas mesmo se vencer o time ainda não irá pontuar na tabela porque está com menos três pontos devido a uma punição do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) por ter jogado contra o Rondoniense na primeira rodada sem nenhum jogador inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Descontente com a situação, Celino comentou sobre a decisão tomada. 
– A culpa de tudo não ter dado certo foi minha, a culpa é sempre do treinador se o time não joga bem. Não tenho mais interesse em trabalhar no Guajará, pedi demissão sim, talvez para o bem do clube porque tem muita desunião no grupo e os atletas que vieram de fora não foram bem aceitos pelos jogadores da cidade. Não me considero mais treinador do Guajará, mas vou atender o pedido da diretoria e ficar à frente contra o Ji-Paraná, para dar tempo de conseguir outro técnico a partir da próxima semana – afirmou. 
O brasiliense falou ainda sobre as confusões e “picuinhas”, que segundo ele foram causadas por alguns atletas pratas da casa, os quais ele classificou veementemente como pessoas de mau caráter e oportunistas no futebol. 
– Tem atletas aqui que são do mal, que jogam a torcida contra mim e os reforços que vieram de fora. Guajará-Mirim tem um povo ordeiro e de bom coração, mas no nosso meio existem muitos cafajestes que ficam torcendo para tudo dar errado e difamando os companheiros para torcedores nos quatro cantos da cidade, inclusive postando mensagens em redes sociais – disse em tom de desabafo. 
+  Ariquemes aplica a maior goleada do campeonato e vence o GEC por 6 a 1 
O diretor de esportes Paulo Figueiredo, o Paulinho, disse que foi pego de surpresa com o pedido do técnico e que a diretoria está analisando o que fazer para o restante da temporada
– Realmente eu não esperava que o Celino fosse pedir para sair, foi um baque. De fato há uma grande desunião no time por parte de alguns jogadores, mas a diretoria está analisando a situação com tranquilidade para tomar uma decisão acertada sobre isso. Torço que aconteça um bom resultado nesta rodada e que o Celino possa rever sua decisão e seguir conosco no restante da competição – declarou o dirigente
+  Eleições municipais em Guajará-Mirim causam alteração em data de jogo 

Com ou sem Celino, o fato é que o Guajará necessita de uma vitória para dar início a uma reabilitação na tabela, caso contrário pode repetir a má campanha que teve em 2015 quando foi o lanterna nos dois turnos. O Glorioso recebe o Galo da BR às 16h de sábado no João Saldanha. 

Fonte: Globo Esporte
Enviar
m

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: