Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 19 de janeiro de 2017

Ladrões roubam mãe e ameaçam atirar na cabeça de bebê

Mulher caminhava com o filho quando foi rendida por dois assaltantes. 'Achei que morreria com meu filho nos braços', diz vítima em entrevista.
Uma jovem de 21 anos, que segurava o filho de 6 meses no colo, foi assaltada por criminosos em uma avenida de Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. Conforme Maiara Gil Chamarcos, o crime aconteceu na noite de terça-feira (17). Durante a ação, os ladrões ameaçaram atirar no bebê, caso ela não entregasse o celular.
"“Não consigo dormir, quando fecho os olhos ainda me vejo na mira daquela arma junto com meu filho", diz.
Conforme as informações oficiais registradas pela Polícia Militar (PM), o crime aconteceu por volta das 22h, na Avenida Castelo Branco, no Bairro Serraria. Dois assaltantes em uma motocicleta renderam a jovem e apontaram uma arma de fogo para a cabeça do bebê. Na ocasião eles ameaçaram atirar, caso a mãe não entregasse a bolsa e o celular. Após o roubo, os bandidos fugiram do local com o celular da vítima.
Assustada e abalada, a mãe do bebê andou cinco quadras até chegar em casa e pediu ajuda de familiares, que ligaram para a PM. Uma guarnição pegou informações na residência da vítima e iniciou uma busca pelos suspeitos com apoio de outras viaturas, mas nenhum dos assaltantes foi localizado. Depois das diligências, os PM’s registraram os fatos na 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil.
Caso é investigado pela Polícia Civil de Guajará.           
Em entrevista nesta quarta-feira (18), ainda abalada, Maiara disse que não conseguiu ver o rosto dos assaltantes, mas que não tem como esquecer a voz deles. Ela relatou o assalto com detalhes e comentou que o sentimento de quase ter perdido o único filho.
"Vi a morte de perto. Estou triste, revoltada, com medo e assustada com tudo isso, nunca tinha passado por isso na vida. Achei que eles iam me matar junto com meu filho ali mesmo, minha vida inteira passou em segundos diante dos meus olhos", relembra com lágrimas nos olhos.
A jovem falou ainda que mesmo após ter entregado a bolsa e o celular, os bandidos continuaram com a arma apontada para o bebê e a xingaram diversas vezes.
"Eu não reagi em momento nenhum, dei o que eles queriam e eles continuaram com a crueldade, é incrível ver até que ponto o ser humano chega sem se importar com a vida dos outros. O aparelho custou cerca de R$ 700 e a gente compra outro, mas a vida do meu bebê não tem preço, eu quase o perdi, não paro de pensar nisso", desabafa.
O delegado de Polícia Civil responsável pelo caso, Lawrence Lachi, afirmou que os suspeitos do assalto ainda não foram identificados, mas que os agentes do Serviço de Investigação e Captura (Sevic) estão trabalhando para conseguir identificar, localizar e prender os dois assaltantes.
"Os bandidos sequer foram identificados, mas os agentes colheram informações e estão em diligências para resolver o caso", disse Lawrence.


Fonte: G1.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: