Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 30 de janeiro de 2017

Guajará-Mirim ganha novo clube de futebol, o Tigres da Fronteira

Clube quer chegar ao profissional, mas inicialmente vai trabalhar apenas com categorias de base. Sapo Neto, ex-jogador, coordena o projeto
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um novo clube está surgindo em Guajará-Mirim, é o Tigres Esporte Clube da Fronteira, o caçulinha da Pérola do Mamoré, que inicialmente vai trabalhar apenas como escolinha de futebol para crianças das categorias de base de 6 a 13 anos de idade. Futuramente, o projeto visa a profissionalização do time para disputar o Campeonato Rondoniense e tentar conquistar as vagas para os campeonatos nacionais como a Copa do Brasil, Série D do Campeonato Brasileiro e a Copa Verde, mas enquanto esse dia não chega, a bola da vez está com os garotos que sonham em aprender e crescer no esporte.
Os trabalhos na escolinha Tigres da Fronteira serão coordenados pelo ex-jogador profissional Saturnino Ribeiro Neto, conhecido como Sapo Neto, que atuou por mais de 15 anos nas primeiras divisões do futebol espanhol e boliviano, além de também atuar em times do Brasil. Aos 48 anos, o ex-atleta idealizou o projeto e fundou o novo clube. Ele retorna a sua terra natal para descobrir e lapidar futuros craques, que posteriormente poderão seguir carreira profissional.
Sapo Neto, ex-atleta profissional, idealizou e vai coordenar o projeto do Tigres da Fronteira
Sapo Neto explica que uma taxa simbólica de R$ 60 será cobrada mensalmente para que o clube tenha condições de oferecer os materiais de treinamento aos jogadores como bolas, coletes, cones e chuteiras, mas os que não tiverem condições de pagar ficarão isentos da mensalidade. O objetivo é dar oportunidade principalmente para famílias de baixa renda e não excluir ninguém do esporte.
– Esse valor é apenas para investir na compra de novos materiais de treinamentos e manter o projeto, mas aqueles que não tiverem condições serão atendidos da mesma forma, pois o objetivo é incluir a todos que querem aprender e ter uma chance no futebol. Essa faixa etária é a melhor, quando a criança está com a mente aberta, sem vícios. Aqueles que se destacarem, vamos enviar para testes e intercâmbios em clubes de outros estados e também fora do Brasil – declarou Sapo Neto.
Ainda sem escudo, mascote ou hino, o Tigres da Fronteira nasce para brilhar. Se a profissionalização se concretizar, o clube será o terceiro time profissional da cidade, que já tem o Guajará atualmente disputando estadual; e também o Morumbi, que não está ativo nesta temporada, mas que pode voltar a atuar em 2018.
As primeiras aulas começam a partir de fevereiro em um centro de treinamento localizado no Bairro Planalto, com uma estrutura básica em campo society de grama sintética. Os treinamentos serão feitos de manhã e a tarde para não prejudicar o rendimento escolar dos futuros atletas. Os pais interessados podem fazer as inscrições dos filhos no local.
 
Fonte: Globo Esporte.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: