Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 19 de dezembro de 2016

Terceira Rodada de Negócios do Tambaqui de Rondônia supera expectativa dos piscicultores

O piscicultor, que buscava a transferência tecnológica do melhoramento genético e da qualidade da água, além do acesso às empresas fornecedoras de insumos e comercialização para a pesca no Beni, disse que realizou as operações comercias com facilidade.
Evento serviu para a troca de informações sobre o mercado do peixe.
“Com a presença de 12 dos  principais compradores de pescado do Brasil, o resultado não poderia ser outro se não o sucesso das negociações”. Foi o que afirmou um dos piscicultores, Francisco Hidalgo, na 3ª Rodada de Negócios do Tambaqui de Rondônia, que logo nos primeiros 20 minutos vendeu toda a sua produção de 2017: 200 toneladas durante evento realizado sábado (17), em Ariquemes.
Para o piscicultor Oscar Saaveda,  de Trindad, no Departamento de Beni (Bolivia), eventos como a Rodada de Negócios promovida pela administração pública, além de promover intercâmbio entre os piscicultores e empresários e proporcionar novas expectativas de comércio para todos, também reflete positivamente nos outros países, pois  mostra o capricho do governante com o seu estado, a preocupação com o seu povo e o desejo de ser grande, no sentido de driblar a crise, reagindo, investindo no agronegócio, gerando emprego e renda. “Por isso que Rondônia atrai os olhares do mundo inteiro”, destacou Oscar.
O piscicultor, que  buscava  a transferência  tecnológica do melhoramento genético e da  qualidade da água, além do acesso às empresas fornecedoras de insumos e comercialização para a pesca no Beni, disse que realizou as operações comercias  com facilidade.
Governador Confúcio recepcionou comitivas.
Segundo Saaveda, em janeiro representantes das empresas na área de tecnologia e sistema de gestão e processo de produção vão a Bolivia. “No Beni, a piscicultura é semi-intensiva  e nós queremos mudar essa realidade buscando tecnologia e exportando a nutrição de Rondônia para produzir mais e com qualidade”, contou o boliviano.
O peruano Cristian Alarcan , além das novidades na área da tecnologia,  também  buscou empresas interessadas em instalar  um frigorífico de peixes em seu País, e conseguiu o primeiro contato com um frigorífico de Ariquemes. Segundo ele, as propriedades rurais são pequenas, porém tem muitos produtores de peixe,  e o frigorífico é fundamental para o avanço da piscicultura no Peru.
O governador Confúcio Moura destacou a importância da realização de feiras para fortalecer o vínculo comercial entre piscicultores e empresários.

Fonte: Secom - Governo/RO.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: