Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 30 de dezembro de 2016

Ministério da Saúde suspende repasse de Vigilância em Saúde para Guajará

O ministro da Saúde por meio de portaria ministerial suspendeu a transferência de recursos financeiros do PFVS e do PVVS do Bloco de Vigilância em Saúde do município de Guajará-Mirim.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Recursos para a vigilância em saúde em Guajará foram suspensos pelo Ministério da Saúde.
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, assinou ontem portaria autorizando a liberação de R$ 2,2 milhões para o estado de Rondônia aplicar na implementação de ações contingenciais de prevenção e controle do vetor Aedes aegypti. O decretou foi publicado ontem na edição do Diário Oficial. O município fronteira com a Bolívia, Guajará-Mirim/RO está excluído da lista de repasses. 
O Ministério da Saúde fez o Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa) e  em conjunto com os municípios, apontou que as cidades de Monte Negro, Parecis, Buritis, Espigão D’Oeste e Alto Paraíso estão em situação de risco. As cidades de Colorado, Cabixi, Nova Mamoré, Pimenta Bueno, Cacoal, Ji-Paraná, Urupá, Theobroma, Candeias do Jamari, Ariquemes, Presidente Médici e Ministro Andreazza aparecem em alerta.
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, por meio de portaria ministerial suspendeu na última terça-feira (27) a transferência de recursos financeiros do Piso Fixo de Vigilância em Saúde (PFVS) e do Piso Variável de Vigilância em Saúde (PVVS) do Bloco de Vigilância em Saúde do município de Guajará-Mirim. A suspensão é em decorrência de irregularidade na alimentação do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM).

Fonte: O MAMORÉ com informações Diário da Amazônia.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: