Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 23 de novembro de 2016

Juiz suspende efeitos de interdição, mas Hospital Regional permanece sob tutela da Justiça

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após sofrer duas ações judiciais do Trabalho e Cível, o hospital regional de Guajará-mirim vem sendo vistoriado de forma conjunta pelo Ministério Público do Estado e a Justiça do Trabalho. Na última inspeção judicial realizada pelo Juiz do Trabalho Carlos Antônio Chagas foi detectado que embora a estrutura tenha melhorado bastante, ainda existem problemas de limpeza e a fiação elétrica comprometida.

“Hoje, o Hospital Regional está infinitamente melhor do que estava antes da interdição, houve um progresso galopante. Hoje, nós temos meio ambiente de trabalho bem diferente, os trabalhadores podem prestar um bom serviço para a população, houve um avanço muito grande, embora haja problemas. Foi concedido um prazo para troca da rede elétrica e para resolver o problema dos trabalhadores do setor de limpeza que é um grande problema no hospital regional”, afirma o Juiz Carlos Antônio.

Conforme o juiz os problemas com limpeza e fiação elétrica são um perigo para os trabalhadores do hospital que apresentam riscos para os trabalhadores, inclusive problemas biológicos por conta da limpeza.

Ainda segundo o magistrado, o hospital regional permanece sob tutela da justiça, sendo apenas suspensos os efeitos da interdição,

“Como nós interditamos num primeiro momento, não podia funcionar. Agora, o que acontece pode funcionar, mas o judiciário vai continuar fiscalizando e o hospital permanece sob tutela da justiça”, explica o Juiz.

Por determinação da Justiça, o hospital regional Nossa Senhora do Perpetuo Socorro foi interditado em 15 de setembro, passando a ser gerido por uma equipe gestora do estado com prazo de 120 dias para administrar o prédio. O prazo judicial encerra em janeiro de 2017. Até lá novas inspeções judiciais conjuntas devem ser realizadas no Hospital Regional para acompanhar os trabalhos que estão sendo realizados, como está que deferiu prazo de 72 horas para integrar 10 funcionários no setor da limpeza, 10 dias para integrar a pediatria e 90 dias para troca da rede elétrica do hospital.

Fonte: Rádio Educadora

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: