Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 30 de novembro de 2016

Ação social 'Novembro Azul' atende cerca de 100 homens em Guajará

Atendimentos gratuitos foram promovidos pelos servidores da saúde. Pacientes fizeram testes rápidos, consultas e ganharam cortes de cabelo.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pacientes receberam encaminhamentos para fazer exame de sangue de prevenção contra o câncer da próstata, no Lafron
Cerca de 100 homens participaram de uma ação social promovida pelo Centro Multidisciplinar de Atendimento Especializado Professor José Rodolpho Alves Ferreira (CMAE) em alusão a Campanha ‘Novembro Azul’ na manhã desta terça-feira (29) em Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. Os atendimentos iniciaram por volta das 8h e foram realizados até às 13h. Os pacientes puderam fazer testes rápidos, consultas e ganharam cortes de cabelo, tudo gratuitamente.
De acordo com o CMAE, a ação foi realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsau). Os servidores do posto Sandoval Meira trabalharam diretamente nos atendimentos aos pacientes. Foram oferecidos testes rápidos de HIV, sífilis e avaliações médicas, além de encaminhamentos do exame de sangue para detectar o câncer da próstata, que é realizado pelo Laboratório de Fronteira (Lafron).
A psicóloga Ana Rosa Ardaia, que é coordenadora da ação, explicou que neste ano, esta é quarta ação social promovida pela instituição para atender os moradores do município. Segundo ela, a visão do homem mudou bastante, e aos poucos o preconceito e o tabu em relação ao exame de próstrata estão sendo superadas.
“Nós já realizamos outras três ações com focos diferentes, mas esta última foi planejada para dar o foco no câncer de próstata e ajudar na Campanha Novembro Azul. Percebemos que os homens estão buscando cuidar mais da saúde e ter uma melhor qualidade de vida, o que não acontecia antes”, comentou Ana Rosa.
Em entrevista ao G1, o pintor Adalberto Guaracoma, de 49 anos, disse que foi motivado pela esposa e a família a fazer o exame e esquecer o preconceito. “A gente às vezes é meio ignorante para entender que é preciso cuidar da saúde. Deixei de lado aquela besteira de não fazer o exame do câncer de próstata. As pessoas que gostam da gente só querem o bem, então resolvi dar uma chance e cuidar mais de mim, acho que isso é importante”, declarou.
Já o autônomo Cleider Dias, de 53 anos, contou que já superou o tabu há muito tempo, e realiza os exames periodicamente se prevenir. Para ele, a informação é a melhor arma contra a ignorância. “Não temos mais desculpas, esse preconceito tem que acabar. Faço o exame há mais de dez anos e isso não tirou nenhum pedaço de mim, mas existem homens que ainda têm o pensamento pequeno em relação a isso”, diz Cleider.
Ainda de acordo com o CMAE, os atendimentos encerraram às 13h, mas os homens que compareceram no local após o horário de encerramento também foram atendidos.

Fonte: G1.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: