Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 25 de outubro de 2016

Prisão: Homem diz que levou tapa no rosto e por isso matou

João Francisco Alves Vargas, confessou que matou “Ceará” porque este lhe deu um tapa no rosto.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vítima encontrada em uma rede.
Mais um homicídio para os índices de criminalidade na zona rural do município de Guajará-Mirim, quando um homem foi mais uma vítima na noite de domingo (23), mas somente no dia seguinte que a Polícia tomou conhecimento do fato.
O agricultor Barreirito foi preso.
De acordo com a Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (24) após receberem denúncia de um homicídio no Ramal do Bicho, Km 70, localidade Cachoeirinha, policiais da Divisão de Homicídios e o delegado plantonista, juntamente com a perícia técnica, seguiram até o local deparando com um homem deitado em uma rede, não apresentando os sinais vitais e com lesões na cabeça, ao lado do corpo uma foice encostada na parede com vestígios de sangue. Moradores informaram que o homem
identificado por “Ceará” ou “Cearense” fora assassinado pela pessoa conhecida por “João”, que confessou no domingo (23) a noite ter praticado o crime. Ainda no Ramal do Bicho os agentes e delegado realizaram buscas na tentativa de localizar o suspeito de praticar o crime contra a vida da vítima, que logo foi encontrado.
João Francisco Alves Vargas, que completou 57 anos na última sexta-feira (22), um dia antes ao crime, conhecido por "Barreirito", confessou que matou “Ceará” porque este lhe deu um tapa no rosto e por esse motivo golpeou com a foice o seu desafeto. Uma camisa e calça jeans, além da foice foram apreendidas e recolhidas pela Politec (Polícia Técnica-Cientifico de Rondônia), com resquícios de sangue. 

Fonte: O MAMORÉ.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: