Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 27 de outubro de 2016

Prédio de atendimento do SAE é inaugurado em Guajará-Mirim

Obra custou cerca de R$ 300 mil, com recursos do Ministério da Saúde. Atendimentos na unidade começam no início do mês de novembro.
Pacientes de Guajará, Nova Mamoré, distritos próximos, indígenas e bolivianos serão atendidos no novo prédio do SAE.
O prédio do Serviço de Assistência Especializada (SAE) foi inaugurado nesta quarta-feira (26) em Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. A unidade atenderá pacientes do município, além de Nova Mamoré (RO), distritos próximos, indígenas e também bolivianos. A reforma do local onde funcionava a antiga maternidade do Hospital Regional Perpétuo Socorro, que foi desativada em 2004, custou aproximadamente R$ 300 mil, com investimento do Ministério da Saúde.
Cerca de 70 pessoas participaram da solenidade de inauguração. A obra foi iniciada em janeiro deste ano com previsão de conclusão para 120 dias. A inauguração deveria ter acontecido ainda no primeiro semestre, mas foi adiada devido a burocracia na licitação da mobília e equipamentos hospitalares. Os atendimentos começam a serem feitos no novo prédio a partir do próximo dia 1 de novembro.
A psicóloga responsável pelo programa, Maria Isabel de Araújo, explicou que o SAE atende pacientes com tuberculose, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), hepatites virais, tracoma e hanseníase, através do Plano de Ação e Meta de Hepatites Virais do Governo Federal.

"É um sonho realizado, pois começamos esse programa em 2000. O programa tem um diferencial na implantação da unidade, que é a questão fronteiriça com a Bolívia e os atendimentos aos índios, levando em consideração que o número de pacientes com Hepatite B nas aldeias é muito grande. Com a Bolívia é uma parceria, pois iremos atender os bolivianos e eles também irão atender os brasileiros que estiverem lá", declarou a coordenadora.

Atendimentos eram realizados no CAPS, e serão no SAE a partir de novembro
Isabel disse ainda, que atualmente os atendimentos do SAE são realizados no prédio do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS), localizado na Avenida Duque de Caxias, no Bairro 10 de Abril.
"Os atendimentos já são realizados, mas num espaço menor, que é no CAPS. Agora com esse novo prédio, vamos dar um salto muito grande no atendimento aos pacientes. Iremos mudar no dia 1, para então começarmos os trabalhos no novo local de tratamento"comentou.
De acordo com o SAE, Guajará-Mirim é o sexto município do estado no ranking de portadores de HIV. De 1987 até 2016 foram registrados 80 casos da doença. Neste ano, a unidade cuida de 18 pacientes com AIDS, sendo três gestantes, cinco detentos do presídio masculino e três crianças, uma delas com apenas três meses de idade.

Fonte: G1.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: