Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 1 de outubro de 2016

Filho tenta investigar roubo de motocicleta do pai, acaba sendo preso com arma de fogo e mantendo vítima em cárcere privado

Na tentativa de localizar os autores do roubo da motocicleta e da agressão ao seu pai, filho na companhia de um taxista raptaram um homem e o levaram até a vítima do roubo para que reconhecesse, mas acabaram sendo abordados por policiais civis e militares, constatado que o homem estava sob a mira de uma arma de fogo.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Arma, munições e faca apreendida dentro do veículo.

Na tentativa de localizar os autores do roubo da motocicleta e da agressão ao seu pai, filho na companhia de um taxista raptaram  um homem e o levaram até a vítima do roubo para que reconhecesse, mas acabaram sendo abordados por policiais civis e militares, constatado que o homem estava sob a mira de uma arma de fogo. Três pessoas foram presas e conduzidas a Delegacia de Polícia Civil.
Segundo a Polícia Civil, por volta de 00h30min deste sábado (01), foram até o prédio da Delegacia de
Veículo usado pela dupla.
Polícia Civil testemunhas que presenciaram o sequestro de um homem de 30 anos, que encontrava-se reunido com outras pessoas na Avenida Castelo Branco, quando estacionou um veículo modelo Vectra, táxi, de cor preta, os ocupantes do carro desceram, um deles agarrou pela gola da camisa do homem e disse: “não vai fugir não”, pedindo em seguida para o condutor do carro pegar a pistola. Segundo as testemunhas o motorista foi até o carro e voltou com uma arma tipo pistola na mão e ordenou que a vítima entrasse no veículo, saindo em dispara seguindo pela avenida Castelo Branco sentido avenida XV de novembro. A equipe da Divisão de Homicídios fora informada do fato quando avistaram por volta de 02h em frente ao prédio da Delegacia um táxi de cor preta, com as mesmas características do veículo apontado pelas testemunhas. Os policiais civis passaram a perseguir o carro e com o apoio de uma guarnição de serviço da Polícia Militar conseguiram abordar os ocupantes que encontravam-se transitando pela Avenida Duque de Caxias com Avenida Princesa Isabel. Dentro do carro havia quatro ocupantes, o motorista Valdemir T. A., de 32 anos, F. C. S., de 60 anos, no bando da frente e no banco de trás estava sentado Elivaldo R. C., de 33 anos, e a suposta vítima. 
A reportagem do O Mamoré foi informada que a dupla tentava identificar o autor do roubo da motocicleta modelo Biz, ocorrido ao lado do Hospital Bom Pastor na noite de quarta-feira (28), quando seguiram com o homem de 30 anos até a residência onde encontrava-se a vítima do roubo, pai de Elivaldo. A vítima de roubo não identificou o homem como um dos autores, este então solicitou que todos seguissem para Delegacia de Polícia para esclarecer os fatos. No trajeto, ao chegar em frente ao prédio da Delegacia, segundo o Boletim de Ocorrência, o taxista teria sugerido para prosseguirem mais um pouco com o homem para que ele dissesse onde estava a motocicleta. Momento que o veículo foi avistado por testemunhas e policiais civis passando em frente à Delegacia de Polícia.  
Os policiais civis e militares localizaram atrás do banco do motorist,a embaixo do tapete, uma pistola .635 com um carregador e sete munições intactas, uma faca pequena tipo peixeira também foi apreendida, dentro do carro. O motorista do carro, o filho e o pai foram detidos e conduzidos a Delegacia juntamente com os objetos apreendidos.
Apreendida dentro do carro a pistola .635 e munições.
Durante a manhã deste sábado o delegado plantonista autuou em flagrante a dupla por tortura e porte ilegal de arma. Após o exame de corpo de delito, ambos foram conduzidos ao presídio masculino.

Fonte: O MAMORÉ.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: