Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 20 de outubro de 2016

Coluna Almanaque - ÉTICA E POLÍTICA

Por Fábio Marques

Por Fábio Marques
Todo homem nasce bom, a sociedade é que o transforma, já dizia Rousseau. Só que alguns chegam ao extremo de não se importar com sua dignidade, família e amigos em sua ambição por riqueza e dinheiro a qualquer custo e aquela máxima de Maquiavel de que os fins justificam os meios quando se trata de conseguir vantagens sem respeito à ética e à moral continua valendo. Guajará-Mirim é hoje uma cidade refém de picuinhas políticas e interesses obscuros de grupos privados que querem controlar a coisa pública apenas para dar sequência à um passado inglório de troca de favores, toma-la-da-cá, mutretas e relações promíscuas de mandonismo e obediência.
Infelizmente vivemos na fronteira da impunidade, sementeira de crimes hediondos onde cidadãos honestos e meliantes se misturam e se confundem. Antigos foras-da-lei acabam caindo no agrado da população ingênua e as pessoas de bem passam a viver sob constante ameaça por suas posições contrárias às coisas erradas. Quando homens medíocres acabam no agrado popular é porque as coisas não vão bem. Quando pessoas sem nenhuma estatura diplomática, nenhuma estatura humanista e limitadas ao extremo em suas luzes acabam no agrado popular é porque já não há mais salvação para caótica situação.
##########



Em relação ao processo que envolve o impasse da eleição municipal de 2016 em Guajará-Mirim, o qual todos dão palpites a respeito do que é correto e do que é errado, poucos são aqueles que recorrem à questão da ética em seus argumentos. Afinal, ética também é discussão e confronto de idéias e opiniões que divergem. De um lado, a liberdade da afoiteza pelo poder. De outro, a liberdade da ação política positiva. É sabido que as eleições livres fortalecem a democracia. Mas na contramão, a situação de pobreza extrema torna as pessoas vulneráveis à violação de suas liberdades políticas e sociais. Disso se aproveitam os “abutres” que se travestem de políticos em época de eleições. A conseqüência é que maioria das vezes, diante de tantas agruras, as pessoas mais carentes acabam votando mais com o estômago e menos com a consciência.
##########



Sábado passado tive a grata satisfação de receber em minha humilde cabana o amigo Rodrigo Nogueira. Em bate-papo informal falamos sobre política e eleições numa conversa que se estendeu pela tarde inteira e quase adentra noite afora. À este encontro político e cultural juntaram-se os colegas Lúcio Jorge e Valdo Freire. Com convite em mãos, Rodrigo viaja para Brasília neste domingo, onde participa entre segunda e quarta-feira da Conferência Nacional dos Municípios, evento que reúne todos os prefeitos eleitos no Brasil no pleito de 2016.
##########



Um tumulto causado por facções inimigas num presídio de Porto-Velho acabou com saldo de oito mortes entre os detentos. Diante deste dantesco teatro macabro, há até quem diga com a mais convicta certeza de que os detentos são assassinos em potencial dispostos a roubar, matar e violentar. Seria insano não reconhecer que aqueles que estão atrás das grades cometeram algum tipo de delito. Porém aqui fora talvez seja maior o número daqueles que são mais nocivos, por deterem sob domínio os poderes de decisão de governo ou de legislar traficâncias na coisa pública, ao mesmo tempo em que colecionam títulos e comendas, muitas vezes outorgadas por instituições oficiais e sempre agraciados pelos puxa-sacos da imprensa venal e outros lambe-botas de plantão.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: