Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 22 de setembro de 2016

Coluna Almanaque - UM POUCO DE FÉ NA MINHA DESCRENÇA

Por Fábio Marques.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Fábio Marques
Nestas eleições que estão porvir, a sociedade guajaramirense vai saber separar a água do azeite, a verdade da mentira e a nobreza de caráter, da demagogia. Esta eleição vai cristalizar em definitivo a posição política do município. Não vai ser a eleição do bem contra o mal, mesmo porque o mal, já está fora de combate, já foi a nocaute. O mal, afinal, encontrou sua estrada nesta seara política: a isolação do ambiente.
Esta eleição vai ser uma guerra ferrenha do bem contra o ruim, do silêncio e a omissão contra a responsabilidade da denúncia efetiva, das maneiras arcaicas de administrar para manter no poder amigos, parentes, cupinchas, amantes e assessores de porra nenhuma contra a modernidade das técnicas de administração responsável, e que pensa a cidade pra daqui 20, 30 anos. Chega de pensar de forma ignorante, chega de senhores do engenho, chega de pilantras e traquinos que se travestem de empresários que acham que a coisa pública é um bem privado, chega de aves de rapina e urubus que se locupletam na podridão da inércia e da incompetência, chega de inoperância na prefeitura de Guajará-Mirim.
A cada dia que passa a população demonstra sua aversão ao antigo, ao conchavo, ao mesmismo e a incompetência administrativa. O povo já está cansado das arcaicas práticas politiqueiras, temos que acabar de vez com a canalha errática de patifes do voto, com os baluartes da sem-vergonhice. Esta eleição vai ser o mais belo exercício de democracia já visto em Guajará-Mirim, onde haverá uma limpeza ética e política que vai colocar na “pole position” o bem-estar e a qualidade de vida da população. Vai ser uma administração aonde o eleitor será o patrão de verdade e o prefeito, apenas o gerente da cidade e não os donos e senhores de currais eleitorais. Isso vai ficar claro quando se abrir a primeira urna e dela sair o nome do verdadeiro condutor de Guajará-Mirim na direção do progresso da cidade.
Está na hora de começar a mudança, de trazer Guajará-Mirim para o patamar que sempre esteve e que, por conta dos atropelos políticos, hoje encontra-se ao Deus-dará. Guajará-Mirim, que já foi a segunda economia do Estado não pode perder este posto de cidade Pérola por não ter administradores com visão além do próprio umbigo. Que me perdoem aqueles que não concordam com a minha opinião, mas como tudo na vida, político também tem prazo de validade. Tanto para entrar como para sair.
Por isso meus amigos, o importante é sacudir a poeira, remover os escombros, retomar a direção que nos foi imposta, reacender a fé e começar a trabalhar. A cidade não pode mais continuar do jeito que está. É uma vergonha não somente para aqueles que governam a cidade, mas para todos os cidadãos. É preciso mudar esta página da história de Guajará-Mirim. Vamos encostar os maus e continuar buscando um futuro melhor. Nós podemos, nós queremos, nós devemos. Viva a cidade. Viva o povo de Guajará-Mirim.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: