Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 24 de agosto de 2016

Vigilância Sanitária interdita comércio de alimento em Guajará-Mirim

Na manhã desta quarta-feira (24), um comércio que trabalho com alimento foi interditado por agentes que ao apurarem denúncias e constataram a falta de higiene também tinha como objetivo verificar o cumprimento de exigências feitas durante a visita.

O comércio foi lacrado por duas vezes.

A ação de fiscalização da Divisão de Vigilância Sanitária em Guajará-Mirim será mais intensiva nos próximos dias. Na manhã desta quarta-feira (24), um comércio que trabalha com alimento foi interditado por agentes que ao apurarem denúncias e constataram a falta de higiene também tinha como objetivo verificar o cumprimento de exigências feitas durante a visita última inspeção realizada no dia 23 de junho do corrente ano.

Agentes de fiscalização durante interdição do comércio.
 À reportagem do O Mamoré foi repassado pela Divisão de Fiscalização que no dia 06 de abril do corrente ano foi realizada a primeira notificação nº 4780/2016, do comércio localizado a Avenida XV de Novembro, bairro Serraria, onde o proprietário teria o prazo de 30 dias para se adequar as exigências estabelecidas conforme rege a Lei. Após dois meses os agentes de fiscalização retornaram ao comércio, no dia 23 de junho, sendo lavrado o Termo de Inspeção, já que averiguaram que as exigências citadas na Notificação nº 4780 não foram cumpridas, mais uma vez a fiscalização ofereceu um prazo ao proprietário para que se adequasse aos termos exigidos com ressalva a interdição na próxima inspeção. Ainda O Mamoré fora informado que passaram-se 30 dias, e neste período a Divisão de Fiscalização de Vigilância Sanitária recebeu duas denúncias apontando falta de higiene na cozinha do local e bem como uma pessoa teria passado mal após consumir o alimento naquele comércio. Nesta quarta-feira (24), às 9h30min os agentes de fiscalização após a inspeção constataram: a falta de limpeza no estabelecimento comercial; problemas no forro e telhado; cerâmica danificada; objetos em desuso jogados, sacolas coloridas dentro do freezer; restos de alimentos conservados dentro de refrigerador sem protetor (tampas); lixo sem tampa e pedal; reforma e limpeza do refrigerador e flagrado pela fiscalização diversos sacos de lixos armazenados na área de trás do comércio próximo a um dos cômodos onde era feito o manuseio de alimentos. 

Imagens cedidas pela Divisão durante a inspeção ao comércio.
 Às 11h30min os agentes retornaram novamente para fixar e lacrar o comércio já que havia sido removido o lacre. As duas ações contaram com o apoio de policiais militares.   
A interdição será suspensa após o cumprimento das exigências, de acordo com a chefe da Divisão de Vigilância Municipal, Rosângela da Silva Lima. Que salienta: “vender alimentos que coloquem em risco a saúde e segurança do consumidor é crime e, em caso de reincidência, o comércio pode ter as atividades suspensas. A fiscalização estará realizando inspeção em locais que foram notificados e caso não tenham sido solucionados os comércios serão interditados”.
Fonte: O MAMORÉ.
Fotos: O MAMORÉ e Divisão de Fiscalização da Vigilância Sanitária.







Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: