Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 8 de julho de 2016

Estudantes encontram no Slackline um hobby e levam esporte a Guajará

Para se divertir com amigos e literalmente andar na corda bamba, um grupo de estudantes apaixonados por Slackline tem se reunido durante os finais de semana no Parque Circuito de Guajará-Mirim.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Grupo adere ao slackline em Guajará-Mirim
Para se divertir com amigos e literalmente andar na corda bamba, um grupo de estudantes apaixonados por Slackline tem se reunido durante os finais de semana no Parque Circuito de Guajará-Mirim. Com objetivo de aperfeiçoar as habilidades de equilíbrio, cerca de dez jovens se reúnem sempre aos sábados e domingos das 17 às 21h.
Sem pretensões de competir na modalidade, o grupo aproveita para se exercitar e manter o hobby de andar sobre a fita que fica a 1,5 m do chão.
Dentre os praticantes, alguns dão os primeiros passos com manobras estáticas, sem tirar o pé da fita. Já outros que praticam há mais tempo chegam a arriscar movimentos mais complexos e até algumas manobras com piruetas e saltos.
Uma das praticantes é a estudante universitária Naiely da Silva, de 22 anos, que foi a primeira do grupo a se interessar e comprar o equipamento, há três anos. Segundo ela, o ‘Slack’ faz bem para a saúde e melhora a concentração, equilíbrio, respiração, além de trabalhar a musculatura do corpo.
– Vi o Slack pela primeira vez em um programa de televisão e me interessei. Fui pesquisar alguns vídeos na internet e vi muitos benefícios que o esporte traz para a saúde do praticante. Logo eu pedi meu próprio equipamento e comecei a tentar praticar com uma amiga. Agora já tem mais pessoas que gostam e é bom se reunir com a galera para trocar uma ideia ao ar livre e curtir o Slackline – comentou Naiely.
A modalidade é uma novidade no município e chama a atenção dos motoristas, ciclistas e pedestres que passam na Avenida 15 de Novembro. Algumas pessoas chegam a parar e observar os jovens se equilibrando sobre a fita de 4 cm de largura, que possui 15 m de comprimento.
A cada final de semana, o grupo tem a expectativa de receber mais adeptos interessados no Slackline. A divulgação dos encontros é feita nas redes sociais, com postagens de fotos e vídeos das manobras realizadas.

Naiely, praticante de Slackline

 Fonte: Globo Esporte.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: