Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 15 de junho de 2016

Polícia Técnica realiza em Guajará-Mirim e Nova Mamore perícias de meio ambiente com helicóptero da SESDEC

 Nos dias 14 e 15 de junho a Polícia Técnica de Guajará-Mirim/RO (POLITEC), com o apoio do Núcleo de Operações Aéreas (NOA) da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania de Rondônia – SESDEC, realizou levantamentos periciais em locais de desmatamentos anteriormente registrados por equipes de fiscalização do Ibama, Sedam e Polícia Militar Ambiental.
 Com a utilização do helicóptero ‘Falcão 2’, do modelo Esquilo AS350B2, foram visitadas 30 áreas no Distrito de Surpresa e mais 26 no município de Nova Mamoré, totalizando 56 exames de meio ambiente realizados em apenas dois dias.
 A equipe do ‘Falcão 2’ foi composta pelos pilotos Major PM Lopes e Capitão PM Ranconi, juntamente com os Peritos Criminais Taciano Nogueira, Josias Batista e Isaac Newton Pessoa, que consideraram a missão um êxito total.
Os Peritos Criminais Isaac Newton e Taciano Nogueira, os pilotos Major PM Lopes e Capitão PM Ranconi, o Agente de Criminalística Haloés Rocha e o Perito Criminal Josias Batista.
 
  Isaac Newton, coordenador da Polícia Técnica em Guajará-Mirim, falou da importância desse apoio do Núcleo de Operações Aéreas da SESDEC: "esses exames na grande maioria são em áreas remotas, de difícil ou nenhum acesso por meio terrestre, como no caso de Surpresa, e demorariam ao menos quase dois meses em dedicação exclusiva para serem realizados de forma convencional, seja de barco ou automóvel. E sem eles não podem ser produzidos os laudos que orientam os juízes no julgamento de ações penais relativas aos desmatamentos feitos ilegalmente. A falta de pessoal e as enormes distâncias percorridas simplesmente impedem que os peritos plantonistas façam esse tipo de exame. Considerando esses fatores, o uso de helicóptero não é um luxo. Trata-se de utilizar a ferramenta que proporciona a máxima produtividade. A agilidade do helicóptero e a excelente plataforma de observação que constitui, proporcionando visão privilegiada, o torna o instrumento ideal para esses levantamentos. E até mesmo é mais econômico, pois só nos trabalhos feitos em Nova Mamoré, se fôssemos de automóvel, teríamos que rodar mais de 5 mil quilômetros de estradas rurais precárias, já que nessas condições é possível realizar o levantamento de apenas uma área por dia e tendo que se retornar à base, enquanto que essas missões por via aérea tem aproveitamento com total eficiência. Por isso a necessidade imperativa da SESDEC em dar esse apoio à POLITEC através do NOA, continuando a promover ações desse tipo com regularidade e atendendo a todas as Coordenadorias Regionais de Polícia Técnica no Estado de Rondônia.”
 
Os pilotos do ‘Falcão 2’ com a tripulação de apoio do NOA/SESDEC
   O Major PM Lopes disse que, a depender do NOA, sempre que possível será dado esse apoio, inserindo essas missões no cronograma de trabalho do Núcleo de Operações Aéreas, que desenvolve diversas outras atividades. “Sabemos da importância dessas missões de cunho ambiental. A própria Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental está estudando um projeto para o uso de helicóptero em fiscalizações ambientais com a nossa participação. Rondônia possui um enorme sistema de áreas protegidas que precisa de vigília contínua, e as operações aéreas constituem um elemento essencial e imprescindível nesse monitoramento.”
 
Fonte: O MAMORÉ e Assessoria Polícia Técnica.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: