Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 15 de junho de 2016

Pecuarista é espancado por assaltantes na zona rural de Guajará

Policiais fizeram buscas nas proximidades da propriedade, mas nenhum suspeito foi encontrado
 Um pecuarista de 59 anos foi espancado por dois assaltantes em sua própria residência na madrugada desta quarta-feira (15), em uma fazenda localizada no Ramal Bom Sossego, na zona rural de Guajará-Mirim (RO), a 330 quilômetros de Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), os bandidos estavam armados com revólveres e após invadirem a casa da vítima, o espancaram e depois o trancaram em um dos quartos junto com a esposa.
À PM, a esposa da vítima relatou que os criminosos queriam dinheiro, mas como o marido disse que não tinha, passou a ser brutalmente agredido com socos, pontapés e coronhadas. Depois das agressões, o pecuarista ficou com hematomas na face, abdômen e dois cortes na cabeça.
Conforme o boletim de ocorrência, os suspeitos roubaram o automóvel da vítima, além de uma televisão de 46 polegadas, duas chaves de duas caminhonetes, um celular, várias roupas, uma bolsa e R$ 300. Ferido, o pecuarista foi levado para o Hospital Regional Perpétuo Socorro por um vizinho e acabou sendo transferido para Porto Velho , devido à gravidade das lesões.
Os policiais fizeram buscas nas proximidades da propriedade, na tentativa de localizar os suspeitos, mas ninguém foi encontrado. O veículo roubado foi abandonado no cruzamento das Avenidas Novo Sertão e Seringueiros, no Bairro Nossa Senhora de Fátima. O carro foi levado pelos policiais para a Delegacia Regional de Polícia Civil.
Até o fechamento desta matéria nenhum dos envolvidos havia sido identificado ou preso. De acordo com a Polícia Civil, o caso está sendo investigado.

 
Fonte: G1.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: