Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 6 de junho de 2016

Guajará sai na frente, Ji-Paraná vira jogo e vence sexta rodada por 2 a 1

Gol do GEC foi marcado pelo atacante Egilson, no primeiro tempo. Com um gol contra e outro do zagueiro Piquê, Galo da BR conseguiu virada na etapa final

A expectativa era grande para a comissão técnica, jogadores e torcida do Guajará, mas a realidade foi dura e cruel com o time na tarde deste domingo (5). Com dez pontos na tabela, o GEC precisava vencer o Ji-Paraná para seguir sonhando em chegar na final do segundo turno, mas acabou sendo derrotado por 2 a 1 jogando em casa. 
Os 425 pagantes viram o Glorioso dominar no primeiro e abrir o placar aos 35 minutos, com o atacante Egilson que recebeu um passe açucarado de Tanaka e empurrou para o fundo das redes. Apesar do gol, o GEC permitiu a reação do Galo da BR e logo aos dois minutos do segundo tempo, o lateral esquerdo Jordan fez gol contra. Aos 39 minutos, o zagueiro Piquê se aventurou na área e foi feliz para fazer o segundo gol e dar a vitória ao Ji-Paraná.
A vitória manteve um tabu para o Ji-Paraná, que não perde para o Guajará há quatro jogos, sendo dois em 2015 e dois neste ano. Durante os confrontos, o time azul celeste teve quatro vitórias por 1 a 0, 4 a 0, 5 a 2, e agora por 2 a 1.  

Primeiro tempo monótono 


 
A partida teve início no horário previsto, às 16h. Nos minutos iniciais nenhuma das duas equipes se arriscou no ataque e o jogo ficou sendo estudando com a posse da bola no meio campo. Somente aos cinco minutos aconteceu a primeira finalização do Ji-Paraná, após cobrança de falta do meia Fernandinho, que passou por cima da trave de Ferreira. 
Empurrado pela torcida, aos 15 minutos, o GEC começou a se soltar e chegou com perigo à defesa do Galo, mas o goleiro Cléber estava seguro. Na volta da parada técnica, o jogo continuou sem grandes emoções e após uma forte dividida o volante Max, do GEC, precisou de atendimento médico e saiu do campo direto para o Hospital Regional Perpétuo Socorro com dores na lombar.

Diante da lesão, o técnico Hernán Oliveira colocou o meia Thiago Oliveira no lugar de Max. Com a alteração o GEC começou a criar mais chances de gol. Aos 35, quando tudo parecia se encaminhar para um intervalo de 0 a 0, o atacante Tanaka fez grande jogada pela lateral e após driblar o zagueiro, cruzou rasteiro para Egilson, que só teve o trabalho de completar o lance e correr para o abraço, GEC 1 a 0.   

Segundo tempo de superação do Ji-Paraná 
No intervalo, o técnico do Galo, Tiago Batizoco deu uma bronca no elenco, que até os torcedores que estavam na arquibancada escutaram. Depois das duras cobranças, o time voltou para o segundo tempo com
outra postura, mais agressiva e determinada. O puxão de orelha deu resultado logo aos dois minutos. O meia Fernandinho cobrou falta de longe, o goleiro Ferreira bateu roupa e no rebote o lateral esquerdo Jordan acabou fazendo gol contra.
Com o empate, o visitante cresceu e se impôs no jogo, mesmo fora de casa. Assustado, o GEC tentava se organizar para criar chances, pois sabia que a vitória era o único resultado que importava. O que se viu durante o segundo foram jogadas bruscas, muitas faltas, cartões amarelos sendo distribuídos e algumas chances de gols frustradas para os dois lados.
Vibrando em cada jogada, os jogadores do Galo não estavam dispostos a voltar para casa sem os três pontos e o time da casa parecia aceitar a imposição. A recompensa pela garra veio aos 39 minutos, após cruzamento na área do Guajará, o zagueiro Piquê completou a jogada e fez o gol da virada, calando a torcida do Glorioso. 
Mesmo com quatro atacantes em campo, o Guajará não conseguiu chegar com eficiência e sucumbiu no apito final do árbitro, derrota de 2 a 1 em pleno João Saldanha.   
De acordo com a diretoria do GEC, o elenco se reapresenta na noite terça-feira (7). A última partida do returno será disputada contra o atual campeão rondoniense, Genus, às 19h de quarta-feira (8), no Estádio Aluízio Ferreira. Com os resultados da rodada, o Guajará caiu para o quarto lugar e agora vê a possibilidade de classificação quase impossível, pois precisa vencer fora de casa e torcer por tropeços de Rondoniense e Ji-Paraná.

Fonte: Globo Esporte.
Fotos: O MAMORÉ.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: