Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 16 de junho de 2016

Exposição “Primeiro Plano” e sessão de cinema em Guajará-Mirim

A mostra já percorreu várias unidades do Judiciário no Estado e retrata doze mulheres protagonistas, que, com seus exemplos, contribuem para conscientização sobre o papel da mulher

A Comarca de Guajará-Mirim recebeu na última segunda-feira, 13, a exposição “Primeiro Plano”, organizada pelo Poder Judiciário, em comemoração ao mês das mulheres. Junto com a exposição também está sendo exibido o filme “Quem matou Eloá”, que aborda o tema da violência contra a mulher.
A mostra, composta de dez fotos, já percorreu várias unidades do Judiciário, tanto na capital quanto no interior do Estado e retrata doze mulheres protagonistas, que, com seus exemplos, contribuem para conscientização sobre o papel da mulher na sociedade moderna. São mulheres notáveis e, ao mesmo tempo, comuns, que espelham a luta diária por oportunidades iguais, pelo tratamento digno, pelo fim de qualquer tipo de violência. Por meio de suas atitudes e trajetórias se colocam em primeiro plano, justamente para lembrar que devem ser respeitadas, nos seus diferentes papéis.
O documentário “Quem Matou Eloá”, dirigido por Lívia Perez, foi gentilmente autorizado para exibição no projeto de circulação, pela relevância da proposta do TJRO. Os realizadores se mostraram muito felizes em poder apresentar tão importante obra e colaborar para com a discussão de combate a violência contra a mulher.
Logo após a exibição do documentário, sempre é realizado um debate. A ideia é que a comunidade reflita sobre os costumes e atitudes da sociedade que vulnerabilizam milhares de mulheres e as tornam vítimas de violência. “O que propomos é uma mudança de cultura. Só assim podemos garantir a igualdade assegurada pela constituição”, explica o coordenador da Coordenadoria de Mulheres, juiz Álvaro Kalix Ferro.


O Diretor do fórum, juiz Bruno Darwich, abriu os trabalhos recepcionando alunos da rede municipal de ensino fundamental, acadêmicas do curso de serviço social da cidade e servidores da comarca e, em seguida, ministrou palestra, ao lado da assistente social Maria Inês Soares de Oliveira.
Para Maria Inês, os debates abrem espaço para manifestação de vários participantes, que consideram a atividade proveitosa e fundamental para a promoção da igualdade de gênero.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: