Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 28 de junho de 2016

Avenida com esgoto a céu aberto há mais de 3 anos recebe drenagem

Moradores não podiam atravessar avenida e reclamavam de mau cheiro. Esgoto existia desde 2012 no Bairro Cristo Rey, em Guajará-Mirim.

Depois de três anos convivendo com um esgoto a céu aberto, os moradores do Bairro Cristo Rey podem voltar a transitar na Avenida Madeira Mamoré, em Guajará-Mirim (RO), cidade localizada a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. A limpeza do local foi realizada na última segunda-feira (27). Na atividade, foram utilizados um trator e dois caminhões limpa-fossa para drenar o esgoto que bloqueava o tráfego, segundo a Companhia de Águas e Esgotos do Estado de Rondônia (Caerd).
De acordo com os moradores, o esgoto existia desde 2012 e além de não poderem utilizar a rota, também eram obrigados a conviver com o mau cheiro.
O pintor Adalberto Garcia, de 38 anos, que mora no bairro há mais de sete, contou que a limpeza deixou os moradores satisfeitos, mas a desconfiança de que o esgoto possa voltar ainda existe.
"Foi bom tomarem essa providência, mas será que isso vai durar? A gente vive em uma incerteza, pois geralmente quando limpam, o problema volta depois de alguns meses. Esperamos que dessa vez não aconteça e seja feito um planejamento adequado para evitar esse tipo de situação", comentou o morador.
Já a dona de casa Izaura Mathias de Oliveira, de 57 anos, quer que a manutenção seja feita constantemente e não apenas quando a população reivindicar.
"Se fizerem o trabalho direto, o problema não acontecerá mais. O ruim é que só aparecem quando pedimos socorro. Pagamos nossas contas em dia para termos água de qualidade e o mínimo que se pode dar de retorno é não permitir que esse esgoto volte a nos incomodar. Além do mau cheio, corremos riscos de pegar alguma doença aqui nas proximidades", disse a mulher.
Na manhã desta terça-feira (28), a gerente da Caerd no município, Creuzelina Ribeiro, disse que uma equipe da instituição trabalhou durante quatro horas para fazer a drenagem completa. Segundo ela, as caixas de escoamento do esgoto estavam entupidas porque os próprios moradores jogam lixo de maneira irregular no local.
"Esse problema já existia há vários anos, mas a rua é muito baixa e causa infiltrações. Quando o esgoto transborda acaba alagando a rua, que também acumula água da chuva. Nesta manhã ainda deu uma pequena infiltração, mas iremos solicitar que a prefeitura nos apoie para fazer um aterramento nessa rua", declarou a servidora.
A avenida deve ser fiscalizada diariamente, segundo a Caerd, para que a água não volte a acumular e causar novos transtornos à comunidade do bairro.

Fonte: G1.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: