Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 29 de maio de 2016

Brasileiros são proibidos de cruzar rio até a Bolívia por causa de crise

Município boliviano está passando por racionamento de energia, diz Porto. Turistas de RO atravessavam rio para fazer compras de produtos.

Os turistas e moradores de Guajará-Mirim (RO) estão proibidos de cruzar o Rio Mamoré até a cidade boliviana de Guayaramerín, que faz fronteira com o Brasil. Conforme o Porto Oficial, a travessia foi suspensa neste sábado (28) por causa do racionamento de energia que está sendo feito na Bolívia, ocasionado pela grave crise no setor energético. Com a proibição, os turistas não podem mais fazer compras de roupas ou eletrônicos no lado boliviano.

De acordo com João Luiz de Miranda, que é um dos empresários responsáveis pela única empresa de transportes fluviais no município, somente nesta semana o porto oficial boliviano foi fechado duas vezes. A primeira paralisação aconteceu na quinta-feira (26), das 9h até o final da tarde.

"Estamos parados por consequência da paralisação deles. Eles estão passando por uma grave crise de fornecimento energético em Guayaramerín. A população está reclamando muito desse problema e decidiram paralisar as atividades no porto. Recebemos a informação de que a paralisação continua amanhã (domingo) e temos a expectativa de que somente na segunda-feira as travessias sejam realizadas normalmente entre Brasil e Bolívia", explicou João Luiz.


Cidade boliviana está sem energia por causa de
crise elétrica.
A paralisação não agradou os turistas brasileiros, como é o caso de Elmo Nogueira, que viajou de Porto Velho somente para conhecer a Bolívia, mas foi impedido de atravessar o Rio. “Vim da capital com meus familiares para conhecer a Bolívia e quando chegamos aqui ninguém estava cruzando. Tivemos a frustração de não poder conhecer o lado boliviano. É a primeira vez que frequento aqui e não consegui cumprir meu objetivo”, disse o turista.

Já a recepcionista Vanilce Cassandra Alves, moradora de Cacoal (RO), chegou ao município com intuito de fazer compras com a irmã e o marido, mas acabou sendo pega de surpresa. Ela fez uma viagem de cerca de 600 quilômetros.

"A gente não sabia que estava fechado lá, senão nem tínhamos vindo. Tivemos um gasto e planejamos tudo uma semana antes, mas agora tudo foi por água abaixo. Vamos tentar curtir os pontos turísticos da cidade de Guajará e conhecer um pouco da região, mas com certeza vamos embora decepcionados por não poder atravessar para a Bolívia”, contou a mulher.

Por causa do racionamento, somente os brasileiros que já estavam em território boliviano podem voltar ao país, assim bolivianos que estão no Brasil e precisam retornar à Bolívia. Para fazer a travessia, é preciso apresentar documento de identidade.

Fonte: G1.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: