Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 1 de março de 2016

Polícia Federal prende duas pessoas envolvidas com tráfico de drogas e veículos roubados

Dois homens acusados de participarem de uma organização criminosa em três município de estado de Rondônia, foram presas na manhã desta terça-feira (01), no município de Guajará-Mirim. Além de veículos, armas também foram apreendidas durante a operação denomina “Costa York”.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Agente da PF apreenderam jet ski com o acusado "Serginho".
 Dois homens acusados de participarem de uma organização criminosa em três município de estado de Rondônia, foram presas na manhã desta terça-feira (01), no município de Guajará-Mirim. Além de veículos, armas também foram apreendidas durante a operação denomina “Costa York”.
De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação se dá em razão dos envolvidos presos chamarem o município de Costa Marques como “Costa York”. A operação foi deflagrada nos municípios de Guajará-Mirim, Ji-Paraná e em Porto Velho/RO, os 13 mandados judiciais, sendo 08 de prisão preventiva e 05 de busca e apreensão, foram expedidos pela Justiça Federal e cumprido por policiais federais. 

Documentos apreendidos.

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Polícia Federal, em Guajará-Mirim, Heliel Martins, a organização criminosa mandava veículos roubados para o município de Guajará-Mirim, geralmente transportados pelo porto localizado na área rural do município, no “Balneário do Sérginho”, local onde também era feito transportado de drogas, moeda de troca pratica pelos envolvidos. A cidade boliviana de Guayaramerin fica alguns metros de distância dos locais por onde ocorria a prática ilícita, portos clandestinos usados as margens dos Rios Mamoré e Pacaás Novos. No final do ano de 2014 deu-se início algumas apreensões e iniciando as investigações sobre os envolvidos e como funcionava o “esquema”. Ainda de acordo com a PF, um lava jato localizado ao lado do prédio do Incra, em Guajará-Mirim, funcionava como estacionamento para guardar os carros roubados quando chegavam ao município e aguardavam ser transportados para a Bolívia. Terrenos rurais às margens do Rio Pacaás Novos também eram usados para armazenar os veículos e drogas. A droga era transportada e distribuídas em cidades de Rondônia e outros estados da federação. O grupo que era responsável pela receptação de veículos furtados/roubados, os responsáveis pelos transportes até a fronteira com a Bolívia e os que recebiam a droga como pagamento tiveram seus mandados de busca, apreensão e prisões cumpridas.

Raimundo Crispim de Paula, conhecido por “Pica Pau", chegou por volta de 07h45min ao prédio da Delegacia da PF.

O Mamoré apurou os nomes dos acusados e presos no município, sendo: Sérgio Rebouças, de 48 anos, conhecido por “Serginho” ou “Serginho do balneário” e Raimundo Crispim de Paula, de 57 anos, conhecido por “Pica Pau”. Com “Serginho” foram cumpridos mandados de busca e apreensão em sua residência no bairro Santo Antônio e no balneário, onde foram apreendidos um Jet ski, um veículo, no balneário arma e alguns artefatos. Com “Pica Pau” foi apreendido um veículo, além de documentos. 

Sérgio Rebouças, conhecido por “Serginho”foi preso e conduzido a Delegacia.

Um dos acusados ostentava com imagens em uma página social, levantando ainda mais as suspeitas. Ainda postava a frase como: “Vitória na guerra“, mas as acusações levam a crer que a batalha foi perdida.
Após serem interrogados, Sérgio e Raimundo, além dos outros presos serão encaminhados a Casa de Detenção de Guajará-Mirim e estão à disposição da Justiça.
Fonte: O MAMORÉ.

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: