Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 7 de março de 2016

Coluna Almanaque - SONHAR NÃO CUSTA NADA

Coluna Almanaque - SONHAR NÃO CUSTA NADA - Fábio Marques
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Fábio Marques

Às vezes fico imaginando o dia-a-dia das pessoas. Uns trabalham nisto ou naquilo. Outros estudam e se dedicam a isso com exclusividade. Alguns fazem as duas coisas. Também tem aqueles que não estudam nem trabalham e mesmo assim tem outras atividades que lhes tomam o tempo. Mas a grande maioria ta ocupada com alguma coisa, numa rotina que as impede de parar pra pensar e refletir sobre o que ocorre em nossa cidade.
Quem estuda e vai pra aula, observa a cidade no trajeto, vê se ela está limpa, se as calçadas estão ou não tomadas pelo mato, vê se as pessoas estão felizes, enfim, vê se está bom ou ruim o ambiente em que vive. A mesma coisa aquele que trabalha. A gente vê se a cidade em que a gente mora está uma “pérola” como se propaga, ou se está uma bagunça só.
O problema é que nós não apenas moramos na cidade, nós vivemos a cidade. Então temos que pensar o tempo todo na cidade. Pois se há problemas na cidade, nós sentimos na pele os efeitos destes problemas.
Todo mundo tem um sonho, um desejo pra realizar. Um quer ter uma moto; outro quer ter um carro, o outro quer comprar aquele celular ou notebook de última geração. Tem ainda aquele que quer ver o filho formado, ou mesmo a filha bem casada. Aquele que quer ter uma casa, aquele que quer ter uma área de lazer para se reunir com os amigos nos fins de semana comendo um churrasco, entornando umas “gelas” e falar sobre política e futebol. Outros querem viajar, conhecer lugares. Enfim, sonhos não são milagres. Agora resta saber se a cidade onde a gente vive nos dá condições de realizar estes sonhos. Por exemplo, se você mora na roça, a tua única alternativa é fazer o serviço da roça e ver o tempo passar...
Quem mora na cidade tem mais chances de procurar um emprego, fazer concursos públicos, progredir, comprar coisas boas. O ambiente reflete o que você é ou no que pode vir a ser. Por outro lado, quem mora numa cidade grande ou numa capital, tem ainda mais condições de realizar os seus planos. Se você tem orgulho de sua cidade e está vendo seus colegas se dando bem, vai querer se dar bem também. Não vai querer ficar metendo o pau nos outros, pois se as condições de vida estão melhores para todos, então só vai depender de você fazer a sua parte. Agora se você coloca tranqueiras para tocar a sua cidade, então tranqueira você será sempre.
Pelo exposto é que se faz mister discutir de forma madura e coerente os problemas da cidade. Se falo em discutir a cidade, estou falando no potencial do nosso município, no valor de sua gente, no patrimônio moral de Guajará-Mirim e do atual momento político vivido. Nosso povo precisa de emprego, de saúde, de educação, de ruas asfaltadas ou encascalhadas, de água, saneamento e esgoto, de iluminação pública e de um melhor governo.
Governar é simples: basta ser honesto. Este é o principal valor que o povo exige daquele que pretende fazer vida pública. Fazer um bom governo, aí já são outros quinhentos. É necessário competência. Para gerar empregos e trazer desenvolvimento é preciso muito “norrau” e pouca conversa fiada. Infelizmente conversa fiada e promessas é o que mais a gente ouve dos nossos políticos em época de campanha. Eleitos, tudo volta a ser como antes... o povo, aquele que elegeu, coitado dele.
Apoio: Churrascaria e Hotel Quinzão
           Laboratório Laden 

Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: