Nova Mamoré

[Nova Mamoré][list]

Geral

[Geral][bsummary]

Últimas Notícias

[recentposts]

Outras Notícias

[randomposts]

Publicações Legais

[AP][twocolumns]
Navegação
Publicado em 20 de janeiro de 2016

Prefeitura alerta população para reforçar prevenção contra a dengue

Devido às condições climáticas estarem propícias para a reprodução do Aedes aegypti, a Prefeitura de Nova Mamoré faz um alerta para que a população insista no combate a Dengue, eliminando os depósitos de água em sua residência, local de trabalho e outros.

Devido às condições climáticas estarem propícias para a reprodução do Aedes aegypti, a Prefeitura de Nova Mamoré faz um alerta para que a população insista no combate a Dengue, eliminando os depósitos de água em sua residência, local de trabalho e outros. “A prevenção deve se tornar um hábito”, salienta o coordenador da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, o enfermeiro Maicon Félix. Ele explica que o mosquito tem hábitos domésticos e que as ações de eliminação de focos dependem do empenho de todos. Na prática, isso significa criar e manter uma rotina para impedir que o mosquito encontre locais propícios para se procriar.

O enfermeiro informa que os agentes estão realizando o trabalho de visitas nas casas, atendimento às denúncias e verificação dos pontos estratégicos. Explica que a alternância de altas temperaturas com chuvas típicas do verão cria o ambiente ideal para o desenvolvimento das larvas e para a reprodução do Aedes aegypti. Em virtude desta situação, a Prefeitura de Nova Mamoré faz o alerta. “Para isso, você vai precisar de 10 minutos por semana”. Este intervalo é determinado pelo ciclo de vida do mosquito transmissor da dengue. Como este ciclo leva do ovo até a fase adulta, cerca de sete a 10 dias, se a verificação e eliminação dos criadouros forem realizadas uma vez por semana, será possível evitar o nascimento de novos mosquitos.

Até março, quando termina a estação, os dias serão longos e ensolarados e com temperaturas bem altas. A previsão é de que 2016 seja um dos anos mais quentes já registrados. Aliado a isso, as mudanças rápidas nas condições diárias do tempo que levam à ocorrência de chuvas de curta duração e forte intensidade, trazem o perigo da Dengue, da Chikungunya e da Zika. Além disso, o verão também é ideal para o desenvolvimento das larvas, já que a temperatura mais favorável para o seu crescimento é entre 25 e 30ºC. O resultado desta combinação é o aumento da população de Aedes aegypti e, com isso, o aumento do risco de epidemias das doenças transmitidas pelo mosquito. “Por isso, prevenção, mais do que nunca, é fundamental”, informou Maicon.

Fonte: Assessoria.
Enviar

O Mamoré

Themelet provides the best in market today. We work hard to make the clean, modern and SEO friendly blogger templates.

Comentários: